Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística



Notícias

NOS DOIS DÍGITOS

Porto de Sines cresce 10% no total e 16% nos contentores

Os primeiros três meses de 2021 mostraram que o Porto de Sines mantém a trajectória de crescimento apresentada no final de 2020. Nos contentores, os 440.645 TEU movimentados de janeiro a março representaram uma evolução homóloga de 16%, com a carga contentorizada de importação e exportação a atingir os 104.391 TEU.

O conjunto de todos os segmentos de carga cifrou-se em quase 12 milhões de toneladas movimentadas nos primeiros três meses do ano, representando um crescimento homólogo de 10%, demonstrando que esta infraestrutura portuária não registou impactos relevantes na sequência da recente crise causada pelo bloqueio do Canal do Suez.

O segmento da carga geral, onde se incluem os contentores, registou 5,6 milhões de toneladas movimentadas e contribuiu decisivamente para os resultados globais do porto. No segmento de granéis líquidos, onde se incluí o crude, os refinados e o gás natural, registou-se um crescimento homólogo de 4%, com mais de 6 milhões de toneladas movimentadas, mantendo Sines como a principal porta do país para produtos energéticos.

A este trimestre positivo deve associar-se a resiliência demonstrada por toda a comunidade portuária de Sines que, em contexto de pandemia, possibilitou a manutenção das cadeias de abastecimento, em prol das necessidades da economia.

Os valores apresentados nestes três primeiros meses permitem perspetivar mais um ano positivo para o Porto de Sines, numa altura em que decorre a bom ritmo a ampliação do Terminal de Contentores – Terminal XXI, sem qualquer interferência na operacionalidade do porto, e que irá representar um aumento da capacidade de 2,3 milhões para 4,1 milhões de TEU anuais.