Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística



Notícias

Algarve tem 560 projectos aprovados pelo MAR 2020. Investimento de 75 milhões de euros

O programa Mar 2020 tem já aprovados 5.130 projectos a nível nacional, que envolvem 690 milhões de euros de investimento no sector das pescas, da transformação e da aquicultura e dos quais estão já executados 320 milhões de euros, segundo informação divulgada pela entidade gestora.

No Algarve, são 560 os projectos contratados até Janeiro de 2021, com o apoio da Direcção Regional de Agricultura e Pescas do Algarve (DRAP Algarve) enquanto Organismo Intermédio do Programa, representando um investimento de 75 milhões de euros alavancado por 57 milhões de euros de apoio publico.
Aquicultura

Em termos de número de projectos, o Algarve posiciona-se com 25% do total de aprovações. Dos projectos aprovados e em execução até ao momento, a DRAP Algarve destaca o investimento feito na área da aquicultura, que conta com 142 projectos na região e envolve um montante elegível de 34 milhões de euros. Deste montante, 21 milhões dizem respeito a investimentos produtivos e 8 milhões de euros a investimentos em inovação, gestão e aconselhamento.

Aos tradicionais projectos de aquicultura desenvolvidos nas rias Formosa e Alvor, vêm agora também juntar-se os desenvolvidos através de estruturas instaladas em Sagres, Portimão e Olhão, por enquanto sobretudo dedicadas ao cultivo de mexilhão e ostra, mas também com grande potencial para a produção de peixes.
Pesca ambientalmente sustentável

Entre os investimentos realizados na região com intermediação da DRAP Algarve, encontram-se também entre os mais representados os destinados a promover uma pesca ambientalmente sustentável, eficiente em termos de recursos, inovadora, competitiva e baseada no conhecimento, de acordo com a prioridade 1 do projecto. Tratam-se de investimentos em portos, locais de desembarque, lotas e abrigos que envolvem um investimento de 6 milhões de euros. Neste âmbito, sobretudo com base em iniciativas promovidas pela Docapesca, executaram-se 27 projectos, distribuídos por 10 concelhos da região.

E também de investimentos a bordo/modernização das embarcações, com um investimento de 2,5 milhões de euros, que contam com um apoio público de 1,5 milhões de euros, num total de 53 projectos.

Estes investimentos relacionam-se com as cerca de 850 embarcações registadas nos portos do Algarve, com o elevado número de licenças emitidas, e com 2.500 pescadores matriculados, que descarregam mais de 22 mil toneladas de pescado, vendidos aos mais elevados preços médios (€/kg) registados nas lotas do país (2,57 €7kg), de acordo com os últimos dados disponibilizados pelo INE (final de 2019).

O Algarve tem ainda aprovados 24 projectos com 20,5 milhões de euros de investimento no âmbito da promoção, transformação e comercialização, com um apoio publico de 10,5 milhões de euros, e 33 projectos de apoio ao desenvolvimento local, acompanhados pelos dois Grupos de Acção Local existentes, um a Sotavento e outro a Barlavento e que envolvem um montante de 6 milhões de euros de investimento elegível e 3,8 milhões de despesa pública.

“A abrangência do Mar 2020, faz com que os projectos estejam ligados a quase tudo o que o mar está: à pesca, à aquacultura, ao emprego e à coesão territorial, à diversificação das actividades ligadas ao mar, à transformação e comercialização de produtos da pesca e da aquacultura, ao conhecimento e à inovação, sem perder de vista a saúde e o bem-estar animal, a protecção e a conservação dos recursos, a biodiversidade, a segurança dos profissionais do sector ou a segurança para o consumidor dos produtos que gera”, sublinha o Director Regional da Agricultura e Pescas do Algarve, em entrevista do Mar 2020, onde destaca alguns dos projectos que foram concretizados ou estão em execução no Algarve, com o apoio do Mar 2020.

Agricultura e Mar Actual