Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística



Notícias

DOCAPESCA ADJUDICA EMPREITADA DO PARQUE DE APOIO AOS ARMADORES DO PORTO DE PESCA DE LAGOS

A Docapesca adjudicou a empreitada do parque de apoio aos armadores do porto de pesca de Lagos, por cerca de 215 mil euros, para responder às necessidades inerentes às operações de recolha, reparação e acondicionamento de redes e apetrechos de pesca dos armadores e acondicionamento e armazenamento de “isco”.

O parque será implantado num terreno no interior do porto de pesca de Lagos, com 2.753 metros quadrados, delimitado a sul pela água (porto), a oeste pelo acesso ao edifício da lota, a norte e a este por estrada de acesso aos ancoradouros.

Será organizado por zonas, com espaços cobertos, de construção aligeirada, com condições de salubridade e conforto, no sentido melhorar as condições de trabalho e segurança da comunidade piscatória local.

A entrada e a saída localizam-se no lado da lota, colocando as zonas de lavagem, de telheiro e de cofre e iscas junto a água, a zona de redes (40 lugares) no centro e a zona de cerco (22 lugares) junto à estrada. O espaço excedente a norte e nascente será destinado a zona verde.
Esta intervenção, preparada em articulação com os representantes dos pescadores e armadores, vem assim dar resposta ao anseio de reorganização deste espaço portuário.