Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística



Notícias

INVESTIMENTO RONDA O MILHÃO DE EUROS

Porto de Sines reforça capacidade para a inspecção de contentores

O Porto de Sines reforçou a capacidade das várias autoridades para a realização das inspecções às mercadorias movimentadas em contentor, nomeadamente a verificação do cumprimento das condições fitossanitárias de produtos alimentares para consumo humano.

O investimento da Administração dos Portos de Sines e do Algarve (APS), no valor de cerca de um milhão de euros, compreendeu a duplicação da área útil do edifício de inspecções existente, para um total de 500 m2, e a duplicação do número de portas, de 3 para 6 portas/cais de inspecção, principalmente para utilização pela Autoridade Aduaneira e pela Autoridade de Sanidade Vegetal. Por outro lado, foi ainda construído um segundo armazém, com uma área de 1.000 m2, que permite reforçar a capacidade de inspecção simultânea de contentores refrigerados, no âmbito do controlo fitossanitário.

Associado a este investimento em infraestruturas físicas e no prosseguimento de uma política de digitalização, foi também reforçada a aposta na agilização e simplificação dos procedimentos de inspecção, através de soluções tecnológicas dedicadas, que se traduz no aumento significativo das condições de desembaraço administrativo para a inspecção dos contentores.

Enquanto fronteira externa da União Europeia, as diversas autoridades presentes no Porto de Sines, com interferência no processo de importação/exportação, têm de garantir o controlo e a fiscalização das cargas movimentadas, pelo que este reforço de capacidade constitui uma melhoria do serviço prestado aos clientes do porto e contribui para um despacho mais ágil das mercadorias.