Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística



Notícias

GAGO COUTINHO. VIAJANTE E EXPLORADOR

Exposição prolongada até 30 de Dezembro de 2020

A exposição temporária “Gago Coutinho. Viajante e Explorador” foi prolongada e estará em exibição até 30 de dezembro de 2020.

Nesta exposição, pretende-se aprofundar os conhecimentos sobre a vida e a obra deste Oficial de Marinha que deu contributos tão importantes à nossa Pátria.

Mar, Terra, Ar, Ciência, Civilização, História. Estas foram as áreas em que se destacou o Almirante Gago Coutinho, desde 1886, ano em que ingressou na Escola Naval.

Por decisão da Assembleia Nacional, foi promovido a Almirante em 1958, tendo falecido a 18 de fevereiro de 1959, um dia após completar 90 anos. Sem nunca deixar de se ocupar com os seus trabalhos de pesquisa e, em momento algum, ter esquecido de quem o ajudou nos seus feitos:
“E obedeciam-me cegamente, apesar de nos não impormos pelo brilho das fardas ou das espadas, nem pelas baionetas de soldados. Certo, eu tinha armas, mas vinham nas mãos deles. Não eramos respeitados pela força, mas pelo prestígio do nosso persistente trabalho, simbolizado na pacífica bússola, que levávamos na mão.”

A exposição surge no ano em que se evocam os 150 anos do nascimento e, também, os 60 anos da morte de Gago Coutinho e está inserida no normal circuito da visita ao Museu de Marinha.

Mais informação aqui.