Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística



Notícias

Espuma na Ria de Aveiro sem qualquer risco de contaminação ambiental ou perigo para o meio marinho

Na sequência de notícias veiculadas este sábado, 16 de maio, por vários órgãos de comunicação social, tendo por título dominante “Quercus denuncia descarga poluente na ria de Aveiro” e relativa à obra de Remoção de Inertes da ZALI, vem o Conselho de Administração do Porto de Aveiro (APA, S.A.), esclarecer o seguinte:

A espuma destacada nas notícias resulta da normal movimentação de sedimentos em depósito na área de intervenção da empreitada de Dragagem dos Fundos Adjacentes e Remoção dos Inertes da Zona de Atividades Logísticas (ZALI) do Porto de Aveiro, para Reforço do Cordão Litoral a Sul da Costa Nova.

Tais sedimentos foram objeto de análises prévias, em conformidade com o quadro legal em vigor, tendo os seus resultados demonstrado tratar-se de material sem contaminação ambiental ou perigo para o meio marinho.

A APA, S.A. mantêm a fiscalização e monitorização contínua da empreitada, tendo já articulado com o consórcio responsável pela obra a implementação de medidas de mitigação destinadas a evitar o espraiamento da espuma na área portuária, designadamente a mobilização de uma embarcação dotada do equipamento necessário à sua recolha célere e eficaz.

Até ao início da operação de recolha da espuma, o prosseguimento dos trabalhos será efetuado de modo a que os sedimentos em depósito não entrem em contato direto com a água, minimizando tal impacto.

Forte da Barra, 17 de maio de 2020

Fátima Lopes Alves
Presidente do Conselho de Administração do Porto de Aveiro