Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística



Notícias

Regresso do navio Sagres a Lisboa recebido com tristeza a bordo

Estava prevista a passagem do navio por 22 portos de 19 países diferentes mas o navio-escola Sagres só conseguiu passar por seis, antes de iniciar viagem de regresso a Lisboa.

O navio-escola Sagres já deu meia volta para regressar a Lisboa depois da viagem de celebração dos 500 anos da circum-navegação de Fernão de Magalhães ter sido interrompida devido ao risco da covid-19.

A notícia do regresso a Portugal não foi uma surpresa mas, ainda assim, foi recebida "com alguma tristeza" pelas 142 pessoas a bordo do navio-escola Sagres

Em entrevista à TSF, o comandante do navio-escola Sagres, Maurício Camilo, explica que os tripulantes estavam "sintonizados e focados na viagem com cerca de um ano e que estava a correr muitíssimo bem em termos do que era a expetativa do gestor de programa no portos e da navegação".

Previa-se que o navio passasse por 19 países mas só conseguiram chegar até seis. A Sagres saiu de Buenos Aires a 3 de março com a situação da covid-19 ainda calma no continente americano mas 23 dias depois, quando chegaram à África do Sul, perceberam que as coisas tinham mudado.

mais detalhes