Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística



Notícias

CRUZEIROS APOSTAM NUM FUTURO MAIS SUSTENTÁVEL

Porto de Lisboa cresce em passageiros turnaround

O Porto de Lisboa registou em 2019 um crescimento de 17% do número de passageiros de cruzeiro em turnaround, totalizando 72.830, face aos 62.089 registados em 2018. Este crescimento de turnaround resulta do crescimento de 19% do número de passageiros embarcados no Porto de Lisboa, para 36.558 (30.653 em 2018), e de 15% nos passageiros desembarcados, que passaram de 31.436 para 36.272 em 2019.
Recorde-se, a propósito, que o Outlook Report 2020 da CLIA, a maior associação mundial de operadores de navios de cruzeiro, indica que a despesa média por passageiro de navio de cruzeiro, antes de embarcar, é de 376 dólares. Por outro lado, a despesa média por passageiro em escala, é de 101 dólares.

Por esse motivo o Porto de Lisboa destaca, no contexto de estabilização do valor anual de passageiros de cruzeiro (variação de -1% em 2019 face a 2018 – 571.259 e 577.603 respetivamente), o peso relativo do turnaround, que cresceu de forma assinalável, aumentando assim o impacto positivo da atividade na economia da Cidade.

O Outlook Report 2020 da CLIA alerta igualmente para outros indicadores, que estão a ganhar escala na atividade dos cruzeiros de passageiros, e que se prevê terem maior visibilidade e relevo, em 2020, segundo os operadores da indústria:
- Novas gerações: 66% da Geração X e 71% da Geração Y (Millennials) tem agora uma atitude mais positiva relativamente à atividade de cruzeiros, quando comparada com dados aferidos há dois anos;
- Passageiros solitários: As companhias vão aumentar e melhorar oferta para passageiros que optam por viajar não acompanhados, em termos de alojamento e nas atividades a bordo dos navios e complementares nos destinos;
- Estadia no destino: 65% dos passageiros permanecem nos destinos no pré-embarque e pós-desembarque do cruzeiro;
- Cruzeiros de curta duração: As companhias estão a consolidar a oferta de itinerários de curta duração, de três a cinco dias;
- Abolição dos plásticos: 82% dos passageiros de cruzeiro reciclam e 80% reduz a utilização única de plástico quando em viagem. 70% dos passageiros renuncia o uso de palhinhas de plástico;
- Navios mais sustentáveis: os associados da CLIA vão investir mais de 22 mil milhões de dólares em novos navios em 2020, com uma aposta em novas soluções e em tecnologias mais eficientes, juntamente com novas e mais exigentes medidas de sustentabilidade ambiental, no âmbito da sua atividade.

O objetivo dos associados da CLIA é identificar e adotar novas tecnologias para combustíveis mais limpos, para mitigar o seu impacto ambiental, no âmbito do compromisso assumido pela indústria dos cruzeiros para reduzir as emissões de carbono em 40% até 2030, com base nas emissões de 2008.

Em linha com isto, recorde-se que o Porto de Lisboa recebeu, no último ano, 18 navios em primeira escala, oito dos quais eram novos, ou seja, saídos de estaleiro durante o ano de 2019, e cinco deles em viagem inaugural.