Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística



Notícias

Leixões movimenta 9,5 milhões de toneladas de mercadorias nos primeiros 6 meses do ano

 De janeiro a junho de 2019 transitaram no Porto de Leixões 9,5 milhões de toneladas de mercadorias. Com as exportações a registarem um aumento de 14,4% relativamente ao período homólogo, as cargas roll-on/roll-off, fracionada e contentorizada destacaram-se em larga escala.

A carga roll-on/roll-off, que embarca e desembarca em cima de rodas, aumentou 18,3%, já a fracionada registou um incremento de 16,6% e, por fim, a mercadoria contentorizada cresceu 8,4%.

O número de contentores embarcados em Leixões também subiu (9,95%) e os TEUs (medida padrão para calcular o volume de um contentor) registaram um aumento de 9,64%.
Os granéis sólidos assinalaram também um ligeiro aumento de 1,4% face aos primeiros seis meses de 2018.

Já os navios que transitaram em Leixões destacaram-se pela arqueação bruta (GT) cada vez maior, comprovando a tendência de aumento do tamanho das embarcações. Neste caso, a evolução foi de 4,9%, um valor máximo para o período.

“O Porto de Leixões é, efetivamente, uma infraestrutura em crescimento, pelo que é fundamental adaptar-se às exigências do mercado” afirma a Administração dos Portos, Leixões e Viana do Castelo (APDL).

Os Produtos Refinados, Ferro e Aço, Papel e Cartão e a Pedra foram as mercadorias que mais pesaram nos valores registados no total da carga exportada e o Petróleo em Bruto, a Estilha, as Matérias Plásticas e a Sucata lideraram as importações no primeiro semestre.