Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística



Notícias

Alunos do Ocean Alive foram aprender com as Guardiãs do Mar

Os alunos do curso de verão da cooperativa de educação marinha Ocean Alive, que decorreu no Estuário do Sado, foram aprender os segredos do mar no terreno e com a comunidade piscatória, ao travarem conhecimento e conviverem com as chamadas Guardiãs do Mar.

O curso, organizado em parceria com o Instituto Politécnico de Setúbal (IPS) e o programa Santander Universidades, teve início a 8 de julho, terminando dia 19. As Guardiãs do Mar são mulheres-pescadoras que colaboram nos programas educativos e experiências marinhas do Ocean Alive, ajudando também na sensibilização e monitorização das pradarias marinhas. Hoje, as Guardiãs do Mar são 15 e, como contou Raquel Gaspar, uma das cofundadoras do Ocean Alive, “têm um papel catalisador na transformação dos comportamentos”, sobretudo no que toca à eliminação de três ameaças ao habitat marinho local: o lixo da mariscagem, as âncoras e a pesca destrutiva.

Foi esta sabedoria, acumulada durante anos, que estas pescadoras partilharam com os estudantes do Ocean Alive Summer Course. A 4ª edição deste curso, que é pela primeira vez dirigido a estudantes universitários, conta com 16 participantes, 15 dos quais financiados com bolsas do Santander Universidades.

Dos 16 alunos, 3 são portugueses e 13 estrangeiros, sendo dois da América Latina (Colômbia e México) e os restantes da Europa. Na turma deste ano, os estudantes vêm das mais diversas áreas universitárias, não apenas as relacionadas com as ciências marinhas, e as mulheres saem a ganhar: são 11, contra cinco alunos do sexo masculino.

A vantagem do curso de verão da Ocean Alive é que o seu programa é não apenas intensivo, como passa por diversos ambientes de aprendizagem, que vão das salas de aula, aos laboratórios ou em visitas de estudo – nomeadamente, ao estuário do Sado. Ao longo de 10 dias, num total de 80 horas, os estudantes fazem, por exemplo, recolhas de fitoplâncton marinho, com redes próprias e andando de kayak, visitas às pradarias marinhas do Estuário do Sado fazendo snorkeling e atividades na praia como forma de observarem a biodiversidade.

Depois vem a análise em laboratório das recolhas feitas, visando exercícios como as estimativas do carbono azul capturado nas pradarias, por exemplo. Professora com “Mérito Científico” À cabeça deste e de outros cursos do Ocean Alive, está a bióloga marinha Raquel Gaspar e outras três cientistas que com ela fundaram esta cooperativa de educação marinha. A primeira, que já este ano conquistou o estatuto de Exploradora da National Geographic – e, com isso, uma bolsa que financia o seu projeto Guardiãs do Mar –, acaba de ser condecorada pelo Estado português.

Raquel Gaspar, que tem uma dinâmica carreira de 20 anos e é doutorada pela Universidade de St. Andrews na Escócia, recebeu no dia 8 de julho a medalha do mérito científico “pelo papel da Ocean Alive na promoção da cultura científica através da projeto Guardiãs do Mar”. A medalha foi entregue pelo ministro da Ciência, Manuel Heitor, no Encontro com a Ciência [e a Tecnologia] 2019.

fonte

















Artigos relacionados:

  • «Guardiãs do Mar» no «Aqui Portugal»