Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística



Notícias

Porto de Leixões presta apoio logístico na construção de parque eólico flutuante offshore

As embarcações ‘Horizon Artic’ e ‘Connector’, operadas pelo TCGL – Terminal de Carga Geral e de Granéis de Leixões que prestarão apoio ao projecto levado a cabo pela Windplus, foram recebidas e acomodadas pelo Porto de Leixões, que prestou apoio logístico no âmbito do projecto de instalação de um parque eólico flutuante offshore – o processo recorre a plataformas semi-submersíveis situadas na costa norte de Portugal, entre Leixões e Viana do Castelo, a uma profundidade de 85-100 metros e a 18 km da costa.

«A instalação terá três turbinas eólicas, assentes em plataformas flutuantes, ancoradas ao fundo do mar. De salientar que todo o material necessário a esta instalação, correntes, âncoras, cabo submarino e cerca de 120.000 tons de granito rochoso, é recebido no Porto de Leixões, preparado e montado com o apoio do TCGL e posteriormente embarcado para a instalação», adiantou, no seu site oficial, a APDL.

O parque eólico terá uma capacidade instalada de 25 MW. A instalação representa um projecto emblemático no sector da energia eólica flutuante e contribuirá para o desenvolvimento, padronização e melhoria do fabrico de plataformas flutuantes modulares multi-MW, que é um objectivo fundamental sob o Plano Estratégico de Tecnologia Energética (Plano SET) da Comissão Europeia.

fonte