Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística



Notícias

Novo concurso para o Núcleo de Pescas da Madalena, no Pico

Foi publicado dia 25, no Jornal Oficial, um novo concurso público para o Núcleo de Pescas da Madalena, no Pico, com novo valor base de 990 mil euros

O novo concurso surge no seguimento do anterior cujas propostas apresentaram valores acima do preço base estipulado, no caso, de 800 mil euros.

A empreitada prevê a construção de dois cais, um de alagem com 20 metros e um outro auxiliar com 17 metros, o que permite aumentar, cerca de 50% a zona acostável para a pesca local. Os trabalhos incluem igualmente a construção de um terrapleno com 1.200 metros quadrados e uma zona diferenciada para os pescadores.

Prevê-se ainda a instalação de uma grua de coluna de 16 toneladas, além de redes de água e electricidade para apoio das embarcações, assim como a construção de instalações sanitárias para profissionais de pesca do porto.

As inovações permitirão aumentar o número de embarcações a operar na infra-estrutura. Obra que, no prazo de 365 dias (a contar do primeiro dia de obra), estará concluída, sendo que se prevê o início dos trabalhos no primeiro trimestre do próximo ano.

fonte