Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística



Notícias

«MARIA» e Porto de Aveiro vão colaborar na protecção e defesa do território lagunar

O Porto de Aveiro tem uma grande sensibilidade para alguns dos problemas que emergem em zonas interiores da laguna (da Ria) e está disponível para trabalhar na qualificação de espaços que não têm actividade económica e que são, por isso, zonas de fruição pública.

A garantia foi dada pela Presidente do Conselho de Administração do Porto de Aveiro, Fátima Alves, durante uma reunião solicitada pelo MARIA para apresentação de cumprimentos e para esclarecimento dos princípios fundadores do Movimento.

Durante a reunião, que se prolongou por cerca de uma hora, a responsável do Porto de Aveiro referiu que a sua equipa de gestão está muito sensibilizada para questões como o assoreamento e a qualidade do ar, entre outras, notando que o Porto de Aveiro pretende ser um promotor do desenvolvimento sustentável.

Com larga experiência académica e profissional na área do ambiente, e figura de primeiro plano de um movimento que emergiu há 17 anos para contestação de um projeto imobiliário e uma marina na Praia da Barra, Fátima Alves disse estar disponível para colaborar em parceria com o MARIA em ações que venham a ser desencadeadas futuramente.

Estamos felizes que nos vejam com um parceiro e estamos disponíveis para colaborar, indicou a Presidente do Conselho de Administração do Porto de Aveiro, salientando que a resolução de alguns problemas da Ria, pela sua complexidade e multilateralidade, implica, por natureza, uma decisão morosa, que sai do alcance da gestão do Porto.

No curto prazo, O MARIA e o Porto de Aveiro acordaram poder desenvolver ações conjuntas para esclarecimento didático sobre matérias que tenham a ver com a jurisdição de algumas zonas lagunares e ainda sobre projetos em curso da iniciativa do órgão gestor da infraestrutura portuária que impactem nas águas interiores da laguna.

Trata-se, segundo disse, de um bom exercício para sistematizar e partilhar com os cidadãos, empresas e associações os assuntos do Porto de Aveiro, que é pioneiro na Europa no reconhecimento da sua responsabilidade ambiental.

Por seu lado, o Movimento de Amigos da Ria de Aveiro transmitiu ao Conselho de Administração do Porto de Aveiro a sua integral disponibilidade para colaborar em ações de reflexão e debate sobre os problemas da Ria, indicando que em resultado desta preocupação terá lugar a 15 de junho uma conferência sobre o tema do assoreamento.

Após uma síntese das razões que determinaram o surgimento do MARIA, os responsáveis do Movimento sublinharam que pretendem ser fórum cívico, plural, de reflexão, debate, troca de experiências, ação cooperativa e intervenção pública e no espaço público sobre todas as matérias que digam respeito à Ria de Aveiro, considerando as ameaças naturais e os fenómenos de carácter ambiental, a intervenção humana, ou a sua falta.

Indicaram, finalmente, que o MARIA visa a promoção e defesa do ecossistema integrado da Ria, enquanto realidade socioeconómica presente e com forte importância nos municípios de Albergaria-a-Velha, Aveiro, Estarreja, Ílhavo, Mira, Murtosa, Ovar e Vagos, numa lógica colaborativa, do bem-estar e desenvolvimento das diferentes comunidades e operadores, na defesa dos seus interesses e dos seu inter-relacionamento.

Participaram na reunião em representação do Porto de Aveiro Fátima Lopes Alves, Nuno Marques Pereira, Isabel Moura Ramos e Hélder Vale Nogueira (os dois últimos só na parte final), sendo a delegação do MARIA composta por António Granjeia, Humberto Rocha e Paulo Ramalheira.

fonte

VISITE OS RECURSOS DO PORTO DE AVEIRO NA WEB

~ ~ ~ ~