Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística



Notícias

Açores e Madeira com 70 toneladas de quota de atum rabilho para 2019

A quota de atum rabilho para as Regiões Autónomas dos Açores e Madeira pode atingir as 70 toneladas, para além das 100 toneladas de possibilidades de pesca que já detêm para esta espécie enquanto captura acessória.

O secretário Regional do Mar, Ciência e Tecnologia afirmou, na Horta, que já há algumas semanas que os barcos açorianos podem fazer pesca dirigida ao atum-rabilho, salientando que é “fruto, também, de um trabalho que o Governo Regional fez junto da Comissão Europeia e da Comissão Internacional para a Conservação dos Tunídeos do Atlântico (ICCAT)”.

Gui Menezes, que falava aos jornalistas no seguimento da aprovação no Parlamento Europeu do pacote legislativo que garantiu aos Açores o acesso a uma quota de rabilho, medida que já tinha sido aprovada pela Comissão Europeia, referiu que esta medida, “formalmente, só entraria em vigor em Junho ou Julho”, mas, considerando que os rabilhos aparecem no mar dos Açores nesta altura do ano, o Governo Regional quis antecipar a sua implementação.

mais detalhes