Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística



Notícias

Abriram as candidaturas para a 2.ª edição do Blue Bio Value

Já estão abertas, até 21 de Junho, as candidaturas para a 2ª edição do Programa de Aceleração Blue Bio Value, promovido pela Fundação Oceano Azul (FOA) e a Fundação Calouste Gulbenkian, em parceria com a Fábrica de Startups, a Bluebio Alliance e a Faber Ventures, e o apoio do Impact Hub, do CIIMAR e da ESB – Escola Superior de Biotecnologia da Universidade Católica do Porto.

O Blue Bio Value é um “programa internacional de aceleração de projectos e startups ligadas à bioeconomia azul”, que visa atrair propostas e ideias e “transformá-las em oportunidades de negócio ao longo da cadeia de valor dos biorrecursos marinhos, incluindo biotecnologia, e que tenham como solução o desenvolvimento de produtos ou serviços sustentáveis, integrados em negócios viáveis”, esclarece a FOA. Este ano, o Blue Bio Value decorre entre 8 de Outubro e 6 de Novembro, em Lisboa e no Porto, e conta com um total de 45 mil euros em prémios para os projectos que mais se destaquem e ajudas de custo aos participantes.

“Neste programa, são disponibilizadas condições para que novos negócios ligados à bioeconomia azul possam ser bem-sucedidos e se fixem no país, uma vez que Portugal tem acesso a uma biodiversidade única, a par de infra-estruturas e conhecimento científico capazes de desenvolver projectos que revolucionem a sustentabilidade do oceano”, refere a FOA.

A FOA recorda ainda que a 1ª edição do programa “acelerou 13 empresas de seis nacionalidades que adquiriram competências de gestão de negócio e receberam orientação de mais de 40 mentores” e que “dos 13 projectos participantes, foram premiadas três empresas: uma holandesa e duas portuguesas”.

fonte