Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística



Notícias

Marinha coopera com Instituto Português do Mar e da Atmosfera

A Marinha e o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA, I.P.) assinaram dia 25 de janeiro, um protocolo de cooperação no âmbito do apoio logístico aos navios de investigação “Mar Portugal” e “Noruega”, daquele instituto.

Considerando a frequente articulação da Marinha com o IPMA, I.P. no âmbito da investigação científica, a Marinha vai disponibilizar, na Base Naval de Lisboa (BNL), um cais para a atracação dos navios “Mar Portugal” e “Noruega”, prestando o apoio necessário a ambos os navios durante a sua permanência na BNL.

Desta forma estão presentes vantagens organizacionais, económicas e funcionais no apoio que a Marinha pode dar ao IPMA, I.P. sendo possível dar plena expressão ao princípio de potenciação de sinergias pela cooperação no domínio logístico.

​O navio “Mar Portugal”, com capacidade oceânica, realiza investigação marinha multidisciplinar, que se centra essencialmente no oceano Atlântico, desde as áreas costeiras até ambientes ultra-profundos. As suas principais valências são a investigação ambiental, haliêutica e geofísica, bem como a capacidade para a operação do ROV (Remotely Operated Vehicle) Luso, propriedade da Estrutura de Missão para a Extensão da Plataforma Continental. Tem 75m de comprimento e 15m de largura e um calado de 4.5m. A bordo pode transportar 30 investigadores e 16 tripulantes. O navio de investigação “Noruega” tem capacidade para realizar campanhas de bio-oceanografia e pescas e efetuar levantamentos de geologia e geofísica marinhas. Tem um comprimento de 47.5 m e 13.75 m de boca e a sua tripulação é constituída por 30 pessoas.​