Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística



Notícias

MINISTRA DO MAR:

Governo quer manter «relação facilitada» entre portos portugueses e britânicos

A Ministra do Mar, Ana Paula Vitorino, disse, no parlamento, que quer manter uma "relação facilitada" entre os portos portugueses e os portos britânicos, tendo o Governo preparado vários planos nesse sentido.

"Queremos continuar a ter uma relação facilitada entre os nossos portos e os do Reino Unido", afirmou Ana Paula Vitorino, durante uma audição parlamentar na Comissão de Agricultura e Mar.

A governante indicou ainda que, relativamente às exportações, as preocupações da área governativa do mar são semelhantes às dos outros setores, existindo já vários programas para tentar minimizar o impacto para Portugal da saída do Reino Unido da União Europeia ('Brexit').

"Para apoiar as entradas e saídas temos um conjunto de planos [...] relativos à janela única logística entre portos portugueses e do Reino Unido, para não acrescentar às questões que têm a ver com taxas de importação e exportação problemas de perda de competitividade", sublinhou Ana Paula Vitorino, sem adiantar mais pormenores.

A líder do Ministério do Mar esclareceu que a principal preocupação do Governo, no que se refere às quotas de pesca, não é a do bacalhau, mas a do verdinho, acrescentando ainda que Portugal não tem acordos diretos com a Noruega.

"Em matéria de quotas de pescas não temos negociação de acordos diretos com a Noruega, tudo é feito através da União Europeia. Não temos quota de bacalhau entre nós e a Noruega, temos uma percentagem do acordo que existir com a União Europeia. Relativamente ao Reino Unido, a nossa preocupação tem a ver com a quota do verdinho. Estamos a acompanhar muito de perto esta questão", acrescentou.

A saída do Reino Unido da União Europeia está agendada para março de 2019, três anos após o referendo que viu 52% dos britânicos a votarem a favor do 'Brexit'.

fonte