Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística



Notícias

EDUARDO DA SILVA MARTINS:

Linha regular de contentores pode dar mais força ao Porto de Aveiro

O Porto de Aveiro “tem potencialidades para desenvolver um projeto muito sustentável” para criar uma linha regular de contentores.

Opinião dada por Eduardo da Silva Martins docente e coordenador no ISCIA, em Aveiro, onde é responsável pelo Departamento de Tecnologias do Mar, que dá formação nas áreas dos transportes, logística e a segurança.

Depois de deixar a plataforma logística de Cacia, atualmente desativada, que foi construída pela Infraestruturas de Portugal (IP), a administração portuária está a dar ‘andamento’ a uma plataforma rodo ferroviária, junto à Zona de Atividades Logísticas e Industriais (ZALI), capaz de movimentar composições até 500 metros.

A ambição é criar uma linha regular de transporte de mercadorias em contentores. O investimento da plataforma, incluindo estruturas de armazenamento, ronda os 7,5 milhões de euros. O terminal de contentores deverá ficar por cerca de 3,5 milhões de euros.

“Aveiro não será Sines, Lisboa ou Leixões, mas terá valências de contentores e ‘Ro Ro’ para complementar a carga geral, que tem sido a base do seu crescimento”, referiu o especialista em declarações ao programa de rádio ‘Espaço da Comunidade Portuária de Aveiro”.

Com a estratégia traçada, os investimentos em curso e a “vantagem de uma grande capacidade de expansão”, o porto poderá “tornar-se um dos melhores” nas
curtas distâncias, no escoamento de mercadorias para o centro – norte da Europa e Mediterrâneo, que é “cada vez mais contentorizada”.

A ferrovia confere a Aveiro uma “solução intermodal competitiva, como a logística impõe, em que os custos são essenciais”, sublinhou Eduardo da Silva Martins, para quem as limitações do canal de acesso, apesar das últimas melhorias, poderão ainda ser ultrapassadas com aprofundamento para 12 metros para navios de maior calado.

A opção governamental de investir na modernização da Linha da Beira Alta para a ligação a Espanha, em detrimento de uma ligação a partir de Aveiro até Salamanca não terá impacto significativo na competitividade do Porto de Aveiro, na opinião de Eduardo da Silva Martins.

No que toca a transporte de contentores, a Norte, por estes dias, ganhou força o projeto da Medway para a construção de um novo terminal rodo ferroviário em
Famalicão.

Com 200 mil metros quadrados, será o maior da Península Ibérica e irá representar um investimento de 35 milhões de euros para servir toda a zona Norte do país, que pretende ser importante também na ligação com os portos nacionais. O projeto privado envolve a Câmara Municipal de Famalicão e a IP.

fonte

VISITE OS RECURSOS DO PORTO DE AVEIRO NA WEB

~ ~ ~ ~