Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística



Notícias

AIDANOVA

Primeiro navio de cruzeiros movido a GNL escalou em Lisboa

Escalou em Lisboa, no dia 16, o primeiro navio de cruzeiros do mundo movido a GNL (gás natural liquefeito).

O lançamento do navio, que realizará cruzeiros nas ilhas do Atlântico e na Madeira, “marca o início de uma nova era na indústria dos cruzeiros, uma vez que se trata do primeiro de mais 18 navios de cruzeiro totalmente movidos a GNL que estão encomendados até 2027”, explica o Porto de Lisboa.

Esta indústria dá assim mais um passo “no que diz respeito às questões ambientais, que têm estado na ordem do dia e têm significado um elevado investimento por parte das linhas de cruzeiro que têm vindo a adaptar as suas frotas às mais modernas tecnologias de preservação ambiental”.

Detalha a mesma fonte que, “além da redução significativa das emissões de gases poluentes, os motores movidos a GNL requerem menos manutenção, e são mais silenciosos, reduzindo também o impacto do ruído. As estas vantagens, acresce ainda o facto do GNL ser mais barato e ter um maior valor energético do que outros combustíveis fósseis”.

Para assinalar a passagem do AIDAnova pela capital portuguesa, o Porto de Lisboa presenteou o comandante com a habitual placa comemorativa. Construído nos estaleiros Meyer Werft, em Papenburg, na Alemanha, o AIDAnova tem 337 metros de cumprimento, 183.200 toneladas e capacidade para 6.600 passageiros.

fonte