Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística



Notícias

Governo dos Açores abre novo concurso para construção de navio de passageiros e carga

O Governo dos Açores vai abrir um novo concurso para a construção de um navio para o transporte marítimo de pessoas, viaturas e carga rodada no arquipélago.

O navio a construir, com capacidade para 650 passageiros e 150 viaturas, segundo a resolução do executivo açoriano publicada em Jornal Oficial dos Açores, terá uma despesa até ao máximo de 48 milhões euros, acrescido de IVA à taxa legal em vigor.

Caberá agora à secretária regional dos Transportes e Obras Públicas aprovar as peças do procedimento, designar o júri, proceder à adjudicação, aprovar a minuta do contrato e outorgar o mesmo, entre outras competências.

Anteriormente, foi lançado um concurso limitado por prévia qualificação em novembro de 2017, tendo sido qualificadas e convidadas a apresentar proposta três das cinco entidades que apresentaram candidatura.

O Governo dos Açores recorda que o júri de concurso, no relatório final de análise das propostas, "propôs a exclusão das propostas apresentadas, bem como a não adjudicação e a consequente revogação da decisão de contratar", o que foi aceite pela secretária regional dos Transportes e Obras Públicas, por despacho de 17 de outubro de 2018.

Para o executivo açoriano, "mantêm-se os pressupostos" da resolução do Conselho do Governo, entre os quais a condição ultraperiférica dos Açores, "caracterizada pela insularidade, dispersão geográfica e reduzida dimensão das suas ilhas", que "determina a existência de um sistema de transportes eficiente e sustentável".

O executivo regional aponta ainda a "importância da acessibilidade e da mobilidade interilhas, bem como de e para o exterior do território regional, para o desenvolvimento e a coesão social, económica e territorial da região", a par da "consolidação do modelo do transporte marítimo de passageiros, viaturas e carga rodada".

Segundo o governo socialista, com esta decisão "culmina a estratégia que tem vindo a ser preparada nas últimas décadas para a política de transportes regional" que assenta na "requalificação e modernização das infraestruturas portuárias, designadamente a construção de rampas 'roll-on roll-off', de gares marítimas de passageiros e novos navios 'ferry' que operam principalmente entre as ilhas do Triângulo".

O Governo dos Açores refere também a "necessidade de dispor de navios que permitam oferecer um serviço regular, contínuo (ano inteiro) e de qualidade entre os três grupos de ilhas que formam o arquipélago, que seja capaz de satisfazer as necessidades de mobilidade das pessoas e fomentar o mercado interno".

LUSA