Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística



Notícias

IPMA em projecto europeu de rastreabilidade e rotulagem do pescado

A Divisão de Aquacultura e Valorização do Instituto Português da Água e da Atmosfera (IPMA) participa num novo projecto europeu de investigação científica, denominado SEATRACES,” na área da rastreabilidade e rotulagem do pescado”, anunciou o IPMA no seu site oficial.

Coordenado pelo Instituto de Investigaciones Marinas da Galia, em Espanha, o projecto envolve “19 parceiros de 6 países (Espanha, Portugal, Irlanda, Reino Unido, França e Alemanha)” e conta com mais de 2,6 milhões de euros de investimento do Fundo Europeu Para o Desenvolvimento Regional (FEDER), esclarece o IPMA.

O projecto vai desenrolar-se “até 2020 e o seu principal objectivo é demonstrar aos sectores da produção, transformação e comercialização de pescado e também aos consumidores, que a rotulagem e a rastreabilidade dos produtos da pesca são essenciais para proteger e valorizar a pesca e a aquacultura da área Atlântica”, diz o IPMA.

Nesse sentido, o projecto “contempla o desenvolvimento, teste e implementação de um conjunto de ferramentas inteligentes de rastreabilidade e rotulagem para uma produção sustentável de pescado” e, a título complementar, “análises de opinião dos consumidores dos seis países participantes para determinar o nível de interesse nos rótulos de qualidade, tais como pesca local e sustentável, ou num rótulo de origem geográfica”, refere o IPMA.

São ainda contemplados case-studies sobre “os benefícios ou desvantagens que esses rótulos implicariam para os produtores”, refere o IPMA.

fonte