Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística



Notícias

CENTEC lançou projecto de investigação sobre transporte marítimo de curta distância

Arrancou este mês um projecto de investigação do Centro de Engenharia e Tecnologia Naval e Oceânica (CENTEC) do Instituto Superior Técnico “dedicado à avaliação de serviços de transporte marítimo de curta distância (TMCD) integrados em cadeias multimodais de transporte”, conforme nos esclareceu fonte próxima do projecto. A duração será de três anos e o financiamento provirá da Fundação para a Ciência e Tecnologia (FCT).

Segundo a mesma fonte, o projecto, denominado ShortSeaChain, “visa promover a utilização do TMCD por meio do desenvolvimento de uma ferramenta numérica, focada na carga contentorizada e geral, que calcule os custos de transporte, tempo de viagem e custos externos associados a soluções de transporte multimodais e unimodais, permitindo a sua comparação”.

De acordo com o esclarecimento prestado, “serão consideradas cadeias de transporte porta-a-porta, no contexto europeu, incluindo diversas combinações de TMCD, rodovia, via férrea e vias de navegação interior, quando disponíveis” e “as cargas poderão ser transportadas sob a forma de carga geral ou contentorizada”.

O objectivo é “o desenvolvimento de ferramentas de cálculo abrangentes e flexíveis que permitam identificar soluções de transporte multimodal convenientes para os carregadores” que sejam “tecnica e economicamente exequíveis sob o ponto de vista dos armadores” e ainda “identificar e caracterizar as variáveis que influenciam a competitividade do TMCD, tendo também em conta os desafios inerentes à descarbonização da economia”.

fonte