Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística



Notícias

AÇORES

Arrancou em São Jorge o «Pesca na Ilha»

Iniciativa visa promover os produtos da pesca mais icónicos de cada ilha dos Açores e despertar uma reflexão sobre a sua comercialização e sustentabilidade. O próximo evento do projecto é já em Agosto, na Graciosa.

Arrancou na Calheta, em São Jorge, nos Açores, aproveitando as festividades locais, a «Pesca na Ilha», uma iniciativa destinada a “promover os produtos mais icónicos de cada ilha” da região, conforme explicou o Secretário Regional do Mar, Ciência e Tecnologia, Gui Menezes (na foto).

Promovida pela Secretaria Regional do Mar, Ciência e Tecnologia, através da Direcção Regional das Pescas, a iniciativa abrange a fileira da pesca e o sector da restauração, em eventos que envolverão as associações de pesca local e parcerias com entidades locais, “como as autarquias”, referiu a propósito Gui Menezes, sublinhando o interesse em “ligar o sector da pesca à identidade da ilha, dignificando a fileira da pesca e as comunidades piscatórias”.

No caso de São Jorge, os produtos identificados foram o atum da conserveira Santa Catarina, de boa projecção internacional, e as amêijoas da Fajã de Santo Cristo, “consideradas um produto de excelência”, referiu o governante regional. O próximo evento da iniciativa será em Agosto, na Ilha Graciosa, e os produtos a destacar serão o peixe seco e as algas.

Neste caso, estiveram envolvidas a Direçcão Regional dos Assuntos do Mar, a Câmara Municipal da Calheta, a Federação das Pescas dos Açores, a Associação de Pescadores de São Jorge, a Associação de Apanhadores de Amêijoa da Caldeira da Fajã de Santo Cristo, a APASA – Associação de Produtores de Atum e Similares dos Açores, o Departamento de Oceanografia e Pescas da Universidade dos Açores, o Núcleo Empresarial de São Jorge e a Fábrica Santa Catarina.

Na apresentação da «Pesca na Ilha», Gui Menezes revelou vontade de “trazer a pesca para o quotidiano das pessoas, através da criação de parcerias com as entidades locais, para que a imagem do sector se valorize” e de promover uma reflexão “sobre a forma como determinados produtos são consumidos e sobre como todo o circuito de comercialização é feito”.

“Queremos que haja uma reflexão sobre a sustentabilidade destes produtos, trazendo ao público em geral conhecimento mais detalhado sobre a forma como são explorados e os cuidados que devemos ter na sua exploração para que seja sustentável”, referiu o mesmo responsável, mencionando ainda o novo regime do Fundo Europeu dos Assuntos Marítimos e das Pescas (FEAMP) para parcerias entre cientistas e pescadores, cujo valor máximo é de 200 mil euros de apoio por projecto é de 200 mil euros.

fonte