Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística



Notícias

Já arrancou projecto-piloto do DPe+

Já arrancou o projecto-piloto de aplicação do Diário de Pesca eletrónico (DPe+) a bordo de navios de pesca, promovido pela Direcção-Geral de Recursos Naturais, Segurança e Serviços Marítimos (DGRM).

O diário de pesca é um dos instrumentos de recolha de dados necessários à gestão da pesca e à “verificação do cumprimento das regras da Política Comum das Pescas”, correspondendo a “actos declarativos das actividades e operações de pesca da exclusiva responsabilidade do tripulante investido em funções de comando do navio, cujo suporte varia em função do comprimento de fora-a-fora (cff)”, conforme esclarece a DGRM (em papel para navios com cff entre 10 e 12 metros e electrónico para navios com cff superior a 12 metros).

De acordo com a DGRM, o sistema piloto da aplicação embarcada “decorrerá em navios licenciados e autorizados a operarem diferentes artes de pesca, designadamente cerco, arrasto, armadilhas, redes de emalhar e palangre”.

fonte