Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística



Notícias

SINES

Terminal Vasco da Gama é ambientalmente viável e criará 1000 postos de trabalho

O novo terminal de Sines (Terminal Vasco da Gama) é ambientalmente viável, concluiu o Estudo de Impacto Ambiental, no qual se explica que os efeitos positivos na economia produzidos pelo novo terminal de contentores serão bem superiores aos potenciais efeitos negativos na qualidade da paisagem, na erosão da linha da costa e na inviabilização de ondas na praia de São Torpes.

O Estudo de Impacto Ambiental, em consulta pública até 19 de Junho, considera que, na balança dos prós e dos contras do projecto do Terminal Vasco da Gama, os benefícios pesam significativamente mais que os efeitos negativos: a encabeçar as consequências positivas está a criação de cerca de mil postos de trabalho, que terão um efeito estimulador na economia portuguesa.

A informação, divulgada hoje pelo jornal ‘Jornal de Negócios’, dá ainda conta de que o estudo ambiental propõe, no caso dos efeitos negativos, algumas medidas com cariz mitigador, como a «implementação de recifes artificiais ou outras intervenções que permitam aumentar o número de locais com condições para a prática de surf e outros desportos de ondas».

fonte