Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística

Notícias

Co-financiamento: terminais de contentores de Leixões e Alcântara com 40 milhões garantidos pelo FEIE

A Comissão Europeia adianta que serão disponibilizados, pelo Banco Europeu de Investimento (BEI), 238,7 mil milhões de euros para o financiamento de projectos comunitários no âmbito da acção do Fundo Europeu para Investimentos Estratégicos (FEIE).
FEIE disponibiliza 40 milhões para projecto da Yilport nos terminais de contentores de Leixões e Alcântara.

Portugal será o quarto maior beneficiário desse montante, com 2,106 mil milhões de euros. O sector marítimo-portuário também entra nas contas, com 40 milhões (valor aproximado) a serem alocados para o co-financiamento do investimento da Yilport Iberia nos seus terminais de contentores em Leixões e em Alcântara. Este co-financiamento ao projecto candidatado, intitulado ‘Plano de Investimento Privado dos Portos Portugueses 2017-2019’, foi aprovado no dia 15 de Março.

O co-financiamento do FEIE, coloquialmente conhecido como ‘Plano Juncker’, dá conta que a candidatura da Yilport prevê um investimento total de 96 milhões de euros (números aproximados), concentrado, essencialmente, na expansão da capacidade dos terminal de contentores do Porto de Leixões e do terminal de contentores de Alcântara, no Porto de Lisboa. Na descrição sumária do projecto, pode ler-se que o investimento – a ser implementado entre 2017 e 2020 – destina-se a «lidar com o previsível tráfego adicional» e para «melhorar a eficiência» nos terminais.

«O projecto consiste em diferentes investimentos nos actuais terminais marítimos de contentores em Leixões e Alcântara, visando expandir a capacidade e melhorar a eficiência. Os investimentos incluem pavimentação, acesso ferroviário, portões, instalações, edifícios, parques de estacionamento e novos equipamentos de manuseio, como guindastes e equipamentos similares», relata o documento do BEI, ao qual a Revista Cargo teve acesso.
«Operação terá impactos positivos no ambiente»

Mais refere o documento que o aumento da capacidade e upgrade dos dois terminais portugueses por parte da Yilport «contribui para os objectivos da política da UE e do FEIE no sentido de desenvolver projectos de transporte estratégico incluídos na rede RTE-T (rede transeuropeia de transportes)», já que os investimentos «são localizados nos portos de Leixões e Lisboa, que fazem parte da rede portuária da RTE-T».

De acordo ainda com o documento do BEI, a «operação terá um impactos positivos no ambiente» pelo facto de «apoiar o transporte marítimo, em particular o short sea shipping enquanto alternativa a outros meios de transporte menos sustentáveis, promovendo a intermodalidade e melhorando, em particular, a acesso ferroviário aos portos». Para o BEI, o projecto será «significativo» para a «mitigação» dos níveis de poluição.

Aceda aqui a informação complementar.

fonte