Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística



Notícias

PSA processou 74 milhões de TEU em 2017, num crescimento de 9,8%

O ano de 2017 foi extremamente positivo para a operadora portuária PSA International (PSA), que marca presença em Portugal no Terminal XXI do Porto de Sines. Em termos globais, a operadora alcançou um total de 74,24 milhões de TEU processados nos seus terminais até 31 de Dezembro de 2017, registo que representou um aumento de 9,8% em relação ao ano anterior. Os terminais de Singapura contribuíram com 33,3 milhões de TEU para o resultado final (+16% face a 2016) e os fora do país com 40,9 milhões de TEU (+10,4%).

PSA International singrou em 2017 apesar dos contratempos que assolaram a indústria

A operadora de Singapura informou que a receita do Grupo PSA também aumentou em 2017, subindo cerca de 7,8%, com o lucro das operações a crescer 5% em relação ao ano anterior. O lucro líquido global do ano foi 5,1% superior àquele registado em 2016, atingindo os 1,23 mil milhões de dólares.

Fock Siew Wah, presidente do grupo PSA International, comentou os resultados, sublinhando a resiliência mostrada em contextos adversos.

«Apesar dos conflitos políticos e sociais, interrupções económicas, aumento do proteccionismo e condições caóticas operacionais causadas por ataques cibernéticos mal-intencionados, a PSA conseguiu continuar a crescer em 2017 em termos de credibilidade, devido, em grande parte, a uma economia global ressurgente que se mostrou resistente à retórica isolacionista e à consolidação omnipresente de alianças no transporte marítimo que concentraram seus os serviços em múltiplos terminais da PSA», afirmou.
CEO destaca «onda de digitalização» e «frenética consolidação» no sector

«Olhando para 2018 e para o futuro, vemos um mundo e uma indústria que continuarão a ser atingidos pelo acelerado ritmo de transformação e ruptura na forma como os produtos são produzidos, vendidos, transportados e utilizados», analisou Fock Siew Wah, que considerou este contexto como um desafio mas também como uma «oportunidade» e garantiu «estreita colaboração» com parceiros e clientes «para explorar tecnologias relevantes e desenvolver soluções inovadoras».

Já o CEO do grupo, Tan Chong Meng, preferiu relevar o desempenho de 2017, lembrando que o segmento dos contentores teve um dos anos mais sólidos «desde 2011». Para Chong Meng, «a frenética consolidação ocorrida no transporte de contentores contribuiu para as receitas do Grupo PSA». «Ao testemunharmos a onda actual de digitalização e a crescente busca por visibilidade dos fluxos de carga, acreditamos que podemos trabalhar com os nossos clientes e parceiros para criar um novo conjunto de soluções que exploram as oportunidades que a digitalização oferece», finalizou.

fonte