Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística



Notícias

Ordem dos Arquitectos junta-se às entidades que promovem opção Barreiro

A possível escolha da localização Barreiro para a construção do novo Terminal de Contentores na região de Lisboa aproximou, esta quinta-feira, Ordem dos Arquitectos Secção Regional Sul (OARS), Administração do Porto de Lisboa (APL), Baia do Tejo (BT) e Câmara Municipal do Barreiro, através de um protocolo que vem promover a implementação de uma visão urbanística, paisagística, ambiental e logística, para o território que poderá acolher o Terminal.

Decorrida pouco mais de uma semana sobre a assinatura de um outro protocolo que promoveu o estudo das acessibilidades, o Barreiro volta a posicionar-se como opção à construção do Terminal.

Este protocolo visou a “definição das linhas estruturantes para a requalificação urbana, ambiental, paisagística do território da Quimiparque, áreas envolventes no contexto da articulação entre a cidade e o terminal de contentores, a área logística, industrial e tecnológica anexa ”, que deverão sair de um concurso de ideias, avançou a Ordem dos Arquitectos a abrir sessão.

O que deverá permitir alavancar três objectivos da Baía do Tejo: “A recuperação ambiental, urbanística, e a requalificação territorial”. Quem o avançou foi Sérgio Saraiva, Vogal Executivo da BT presente na cerimónia, sobre o território da antiga CUF apontado para a instalação do terminal portuário.

Já a presidente da Administração do Porto de Lisboa acabou por lembrar que a engenharia tem levantado algumas questões sobre a localização Barreiro. “Quando se faz um porto a primeira preocupação é sempre a acessibilidade marítima “, destacou Marina Ferreira, para contextualizar que na actualidade a infra-estrutura é mais do que um elo entre povos e culturas: “Cada vez mais, do ponto de vista da sustentabilidade, temos de ter a preocupação do sítio onde o porto é acolhido. E é por isso, numa iniciativa que eu digo que é inédita, estamos a lançar o projecto de engenharia portuária na Ordem dos Arquitectos “.

Para dizer que o projecto deverá ser desenvolvido de acordo com aquilo que for a perspectiva de desenvolvimento da cidade, só possível com o envolvimento das restantes entidades, e da OARS neste protocolo.

fonte