Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística



Notícias

Porto de Setúbal: Contentores com referência positiva no jornal espanhol El Vigia

O Porto de Setúbal é referenciado, no jornal espanhol El Vigia, em 15 de outubro, como um de dois portos do Arco Atlântico Europeu que, impulsionados por novas gestões comerciais, contabilizam taxas de crescimento notáveis no movimento de contentores e novos cenários de conetividade. Foi uma opinião expressa num artigo assinado por Fernando González Laxe, que presidiu o organismo Puertos del Estado, de abril de 2009 a janeiro de 2012.

No artigo, que aborda a explosão assimétrica do sistema portuário do Arco Atlântico Europeu, refere que o desenvolvimento do comércio mundial de contentores tem sido muito desigual. No campo marítimo-portuário, as estratégias deveriam no sentido de responder às exigências de conetividade da rede do transporte marítimo e capacitar a atuação dos portos num novo contexto mais global, mais aberto e mais competitivo.

Neste contexto, o Porto de Setúbal, face ao crescimento que tem vindo a registar, passa a integrar o grupo de portos intermédios, a par dos franceses Brest e Bordéus, e o espanhol Gijón, citado conjuntamente com Setúbal, um resultado justificado por decisões corretas de reconhecimento dos fatores críticos e da sua conversão em conjunturas positivas.