Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística



Notícias

Lotas de Setúbal, Sesimbra e Sines vão ter obras de requalificação

Setúbal, Sesimbra e Sines estão contempladas entre as 17 das 22 lotas do País que vão beneficiar de um investimento total superior a 10 milhões de euros, que a Docapesca vai promover, através de projectos de requalificação, que visam melhorar as condições das infra-estruturas. O anúncio foi feito pela ministra da Agricultura e Mar, Assunção Cristas (na foto), que adiantou ainda que o investimento vai ser suportado pela Promar, com 75% de verbas comunitárias.

As obras que devem estar prontas até 2015, destinam-se, reforçou a ministra, a melhorar “as condições de trabalho nas lotas, o que é extraordinariamente importante para quem lá trabalha e também para os consumidores que vêm o seu pescado transaccionado em espaços com melhores condições de higiene e sanitárias”.

Quanto a uma eventual implicação do investimento nas regras de comercialização do pescado nas lotas, Assunção Cristas admitiu que o Governo está a estudar um projecto-piloto para mudar as regras dos leilões e “testar se é mais eficaz”. A governante disse que os produtos da pesca saem valorizados se forem vendidos em espaços com qualidade e chamou a atenção para os certificados de venda em lota, que afirmou serem outra “forma de criar valor” para este tipo de produtos.

A intervenção em 17 das 22 lotas do País começou em 2013, ficando já dois projectos concluídos, e envolve obras de requalificação em edifícios, reconversão de lotas, melhorias nas cadeias de frio, entre outros, num total de 10.255 milhões de euros.

O presidente da Docapesca, José Apolinário, prevê um investimento superior a quatro milhões de euros para este ano. Além de Setúbal, Sesimbra e Sines (Centro Sul), estão contempladas as lotas de Viana do Castelo, Póvoa do Varzim, Vila do Conde e Vila Praia de Âncora (Norte), Matosinhos, Figueira da Foz e Aveiro (Centro Norte), Nazaré e Peniche (Centro), Sagres, Lagos, Portimão, Olhão e Vila Real de Santo António (Sul).

fonte