Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística

Notícias

Noruega vai entregar a Portugal lista de bacalhau sem fosfato

O Ministério das Pescas da Noruega vai entregar a Portugal uma lista das empresas que produzem bacalhau sem utilizar fosfatos na sua conservação. Esta é uma das exigências que constam do acordo assinado entre os governos norueguês e português para garantir a cura tradicional.

O memorando de entendimento, a cujas exigências o DN teve acesso, prevê um prazo de três anos para a adaptação às novas regras. "Findos os três primeiros anos da aplicação deste Memorando de Entendimento, os signatários darão especial ênfase à monitorização da conformidade da rotulagem dos produtos da pesca relevantes com os requisitos da UE aplicáveis", referem do gabinete de imprensa da ministra da Agricultura e do Mar, Assunção Cristas.

Além da lista de produtores de bacalhau seco "sem aditivos", quem produz peixe salgado verde (para posterior cura em Portugal) e produtos de bacalhau para exportação devem "dar uma informação clara de que não utilizaram fosfatos como aditivos alimentares". Tal indicação deve constar dos documentos comerciais.

O memorando surge na sequência da aprovação pela Comissão Europeia, em julho, do uso dos fosfatos como aditivo alimentar na conservação do bacalhau. A utilização dos fosfatos é permitida a a partir de janeiro.

Portugal acabaria por votar a favor apesar dos protestos da indústria portuguesa. O fosfato é um químico usado para reter a humidade do peixe, o que, segundo os industriais aumenta o tempo de cura, encarece o produto e altera a textura, a cor e o sabor.

"A indústria mantém o princípio de ser contra o uso dos aditivos e em defesa da cura tradicional do bacalhau", disse ao DN Paulo Mónica, secretário-geral da Associação dos Industriais de Bacalhau. E acrescenta: "Este documento pode ser uma ferramenta para se implementar práticas transparentes e fiáveis entre os fornecedores e os compradores".

Os industriais disponibilizam-se para ajudar na monitorização das novas regras.

fonte

.

VEJA UMA PLAYLIST COM DEZENAS DE VÍDEOS DO LOBITO, CATUMBELA E BENGUELA, CLICANDO NA IMAGEM

Lobito 2013 NO FACEBOOK - CENTENAS DE FOTOS E VÍDEOS