Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística



Notícias

O presente da pesca do futuro

Governo e associações do sector concordam que tem existido uma maior aposta na aquacultura e que o futuro da pesca tem de passar muito por esta modalidade de produção. Porém, enquanto o Executivo destaca o crescimento da aquacultura - o último ano de que há registo foi de "recorde absoluto" de produção -, os produtores lembram que estes números são escassos e devem aumentar muito mais. A aquacultura, dizem as associações do sector, ainda é vista com desconfiança e representa apenas uma pequena parte do peixe consumido no País.

Se cada português come em média 60 kg de peixe durante um ano, significa que os dez milhões consomem 600 mil toneladas. Como as pescas em mar aberto, já parco em recursos, garantem apenas 200 mil toneladas e a aquacultura nacional menos de dez mil, significa que os dois terços que faltam para alimentar os habitantes terão de vir do exterior. Eis a equação que alicerça a aposta dos produtores aquícolas para alterar este cenário nos próximos anos. "Existe é uma série de medidas que é preciso tomar", avisa o secretário-geral da Associação Portuguesa de Aquacultores (APA), Fernando Gonçalves.

continue a ler aqui












Artigos relacionados:

  • Bacalhau tem um sabor muito português
  • A sardinha representa o melhor de Portugal
  • O surf é um valor acrescentado
  • O turismo de mar deve revelar a nossa identidade
  • O mar é a arma contra a crise
  • Apostar nos cruzeiros para desenvolver o turismo
  • O nosso mar é diferente de todos
  • Dar novos mundos ao mundo outra vez
  • O mar, alimento do imaginário
  • Portugal tem peixe de excelente qualidade
  • Apostar no turismo para recuperar o País
  • É altura de aproveitar todos os recursos do País
  • O melhor peixe do mundo é português
  • Turismo ligado ao mar é um motor da economia
  • O mar como contribuinte gastronómico
  • O papel do mar na arte de bem servir
  • «Debate Gastronomia do Mar» em Setúbal
  • ANA BACALHAU: O nosso peixe é único
  • Qual a importância para o nosso país da gastronomia do mar?
  • David Grachat, nadador paralímpico - Do surf ao turismo
  • Manuela Nunes, escritora
  • Francisco Andrade, velejador - Cuidar e preservar
  • Filipe Albuquerque, piloto de automóveis - A missão de todos
  • Galopim de Carvalho, geólogo - Recuperar a pesca
  • Conhecer os recursos
  • O mar é também um Património cultural
  • Iates de luxo «made in» Portugal
  • À procura da onda perfeita
  • Nuno Sá, fotógrafo do mar
  • A bióloga fascinada pelo azul profundo do mar
  • «O início da Europa»
  • O inferno é água salgada
  • O mar que se come
  • José, o Pescador
  • Sexo nas profundezas
  • Se eu fosse um peixe
  • «Fico com mau feitio quando não há vento»
  • Os homens do leme
  • Não estragar o natural
  • Desenvolver a pesca
  • No Sado «é uma festa ver passar tantos golfinhos»
  • «Quando sais da praia, leva o teu lixo contigo!»
  • É urgente debater o mar para o rentabilizar
  • O mar é «uma fonte inesgotável de recursos»
  • A maritimidade
  • «Objectivo é ter um mapa do nosso mar»
  • Um barco não tem travões...
  • Durante seis meses, com início a 1 de Julho