Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística



Notícias

Único patrulha operacional será atribuído em breve à Madeira

Dos três patrulhas da classe "Cacine" construídos há 40 anos e ainda ao serviço da Marinha portuguesa apenas um está operacional e será atribuído à Zona Marítima da Madeira, indicou à Lusa fonte da Armada.

Segundo a fonte, o NRP (Navio da República Portuguesa) "Cacine", que deu nome à classe e cuja construção data de 1969, é o único destes patrulhas que está operacional, depois de uma reparação concluída a 13 de setembro de 2012.

"Vai brevemente ser atribuído à Zona Marítima da Madeira", disse a fonte.

Já o NRP "Cuanza", ao serviço desde 1970, encontra-se em intervenção desde 14 de janeiro, "estando previsto concluir o período de reparações no final do mês de julho". Está inoperacional desde setembro de 2012, precisou a Marinha.

Construídos nos Estaleiros Navais do Mondego, na Figueira da Foz, estes navios, de 44 metros de comprimento, operam junto a zonas costeiras em missões de vigilância, patrulha e defesa, tendo uma guarnição de 33 marinheiros, entre oficiais, sargentos e praças, além de vário armamento.

continue a ler aqui