Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística



Notícias

«O Sado e a sua Vocação Portuária» em conferência na APSS

Com organização a cargo da APSS e MAEDS - Museu de Arqueologia e Etnografia do Distrito de Setúbal decorreu, no dia 5 de junho, no auditório do edifício sede da APSS, a conferência “O Sado e a sua Vocação Portuária”, um evento realizado no âmbito do programa Ambientes Marítimos e integrado na comemoração do Dia Mundial do Ambiente.

A conferência pretendeu dar um contributivo para a valorização da vocação atlântica portuguesa e projetar a nossa cultura marítima. O programa incluiu as apresentações de Carlos Tavares da Silva, sobre o tema “Os Portos do Baixo Sado no Período Fenício”; de Inês Vaz Pinto, sobre “Troia Romana. Cidade ‘industrial’ geradora de fluxos comerciais marítimos de longo curso”; a passagem de um diaporama sobre o Sado, cedido pela LASA – Liga dos Amigos de Setúbal e Azeitão, da autoria de Manuel Gardette e Albino Mendonça; e, ainda, uma apresentação de Paulo Alexandre Monteiro sobre “Arqueologia subaquática. Projecto Sado”, ao que se seguiu o debate final.