Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística



Notícias

Bruxelas moderniza portos de Lisboa, Leixões e Sines

A Comissão Europeia avançou esta semana com um plano de modernização de mais de 300 portos europeus que inclui Leixões, Lisboa e Sines.

A Comissão Europeia lançou uma iniciativa com o objectivo de melhorar as operações portuárias e as ligações às redes de transportes em 319 grandes portos marítimos da Europa.

"As linhas de orientação e as alterações jurídicas propostas ajudarão os operadores portuários a modernizarem os seus serviços e instalações e conferir-lhes-ão maior autonomia financeira", sublinha um comunicado hoje divulgado pela Comissão Europeia.

Portos mais eficientes, melhores ligações ao interior e um quadro de investimento financeiro flexível de inspiração comercial são as ideias-chave desta iniciativa de Bruxelas.

Neste momento, 74% do comércio externo da União Europeia efectua-se por via marítima, sendo que um quinto desse volume transita actualmente por apenas três protos: Roterdão, Hamburgo e Antuérpia.

"Este desequilíbrio no desempenho dos portos traduz-se em congestionamento e em custos adicionais para os carregadores, os operadores de transporte e os consumidores", destaca o referido comunicado da EU.

O mesmo documento acrescenta que "as novas propostas poderão poupar à economia europeia 10 mil milhões de euros no horizonte de 2030 e contribuir para o estabelecimento de novas ligações marítimas de curta distância.

Esta iniciativa insere-se no novo quadro comunitário de apoio que irá vigorar no espaço comunitário entre 2014 e 2020 e está directamente relacionado com o projecto das Redes Transeuropeias de Transportes.

Os valores e áreas de investimentos globais e específicos para os portos nacionais ainda não estão definidos.

O Económico sabe ainda que o Governo português está a tentar junto das instâncias de Bruxelas que o porto de Aveiro integre também esta rede prioritária de portos comunitários.

Na Europa, existem 1.200 portos marítimos. A proposta da comissão europeia dirige-se aos 319 portos mais importantes, 83 integrando a rede principal e os restantes 236 portos integrando a rede global.

Fonte: DIário Económico.