Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística



Notícias

Abertura ao mar da Lagoa de Santo André marcada para esta terça-feira

A lagoa de Santo André, no concelho de Santiago do Cacém, vai ser aberta ao mar esta terça-feira, cumprindo-se uma tradição anual, já com alguns séculos, que permite a renovação da água e dos peixes do ecossistema.
A ligação das águas da lagoa de Santo André às do oceano Atlântico deverá ocorrer cerca das 16:30, informação avançada pela Administração da Região Hidrográfica (ARH) do Alentejo com base na tabela de marés do porto de Sines.

A criação de um corredor artificial entre os dois ecossistemas permite a "renovação da água" e a "entrada de peixes juvenis" no sistema lagunar, contribuindo também para a continuidade da atividade piscatória no local, explicou hoje à agência Lusa a responsável pelo Departamento de Recursos Hídricos do Litoral da ARH do Alentejo, Isabel Pinheiro.
Trata-se de um ritual que se cumpre desde o século XVIII, mas que o Ministério do Ambiente tomou a seu cargo há cerca de 10 anos, referiu a responsável.

Todos os anos, por altura do equinócio da primavera, são muitos os visitantes que acorrem à praia da Costa de Santo André para assistir ao momento em que lagoa e oceano se encontram.
A iniciativa, coordenada por aquela entidade regional da Agência Portuguesa do Ambiente (APA), conta com a colaboração do Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF), por o local estar integrado na Reserva Natural das Lagoas de Santo André e da Sancha, classificada desde 2000.

Também para terça-feira, por volta das 15:30, estava prevista a ligação artificial da lagoa de Melides, no concelho de Grândola, ao mar.
No entanto, segundo Isabel Pinheiro, tal aconteceu, "naturalmente", na noite de sábado para domingo, devido às "chuvas torrenciais", o que poderá tornar desnecessário o "rompimento" mecânico.

Devido às características da lagoa de Melides, esclareceu a responsável, a abertura artificial nesta altura do ano não é tão frequente como na lagoa de Santo André.
"Há anos em que a lagoa está aberta tanto tempo no inverno que já não há justificação para se efetuar o rompimento no equinócio", indicou.
Durante o verão, quando as temperaturas chegam a rondar os 40 ºC durante vários dias seguidos, existe o risco de os níveis de oxigénio nas lagoas ficarem muito reduzidos, devido à proliferação de cianobactérias.

Se tal for detetado, graças à monitorização das águas por parte da ARH, para evitar a "morte generalizada dos peixes", esta entidade pode efetuar uma intervenção "extraordinária" na lagoa afetada, abrindo-a ao mar, o que resolve o problema da falta de oxigenação.