Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística



Notícias

PORTO DA NAZARÉ

Reabilitação de dois conjuntos de 48 armazéns de aprestos

A obra adjudicada pelo IPTM à TPS – Teixeira Pinto & Soares, Lda. pelo valor de € 478.953,05, com IVA incluído, foi consignada dia 15 de Fevereiro e arrancará em breve.

Síntese dos objetivos do projeto: Na empreitada das infra-estruturas terrestres do Porto da Nazaré (ano de 1983), foram construídos dois edifícios destinados a armazéns de aprestos marítimos, em zona de implantação considerada para o efeito, estando cada um destes edifícios compartimentado em 24 pequenos armazéns, perfazendo um total de 48 unidades.

Um uso intensivo aliado ao tempo que passou desde a sua construção e ao ambiente de proximidade ao mar, indiciaram notoriamente uma elevada degradação visual, com pontos localizados de fissuração do betão de algumas estruturas, revelando de forma concludente a necessidade imperiosa de lhes restituir os padrões normais de funcionalidade, de durabilidade e aspecto decorativo.

Um outro motivo está relacionado com o facto destas unidade não terem sido dotadas de instalações sanitárias, matéria que tem motivado fortes protestos da comunidade portuária que os utiliza e que as reivindica.

Serão ainda contemplados, por questões de segurança, a substituição da cobertura existente em fibrocimento com amianto por uma outra cobertura de telha autoportante, a pintura geral e a substituição dos portões existentes.


 

VISITE OS RECURSOS DA APLOP (ASSOCIAÇÃO DOS PORTOS DE LÍNGUA PORTUGUESA), NA WEB