Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística




O MAR EM CARTEIRAS DE FÓSFOROS

Nau «Golden Hind»

O fósforo é o portador mais antigo da tradição viva. Eu sou pela tradição viva, capaz de acompanhar a correnteza da modernidade. Que riquezas poderosas extraio dela!
Subscrevo a grande palavra de Jaures: "De l'autel des ancêtres on doit garder non les cendres mais le feu."

O MAR EM CARTEIRAS DE FÓSFOROS

O Infante D. Henrique e o Mar

Por isso, a rapariguinha seguia com os pés descalços e já roxos de frio; levava no avental uma quantidade de fósforos, e estendia um maço deles a toda a gente que passava, apregoando: — Quem compra fósforos bons e baratos? — Mas o dia tinha-lhe corrido mal.

O MAR EM CARTEIRAS DE FÓSFOROS

O Infante D. Henrique em Ceuta

Fui educado entre as fogueiras, junto a brasas que não acabavam em cinzas. Nas minhas costas o horizonte móvel de uma janela cor de açafrão reconciliava a penugem castanha dos canaviais com o plácido pântano. O Inverno favorecia a minha sorte. As achas caíam sobre esta frágil ordem mantida em suspenso pela aliança do absurdo com o amor. Ora me sopravam na cara o abrasamento ora uma fumarada acre.

O MAR EM CARTEIRAS DE FÓSFOROS

O Infante D. Henrique e a construção das caravelas

Na década de sessenta, quem usasse isqueiro (e não fósforos) para acender o seu cigarro, tinha de pagar uma licença ao Estado português. O fisco dispunha mesmo de zelosos funcionários, os “fiscais de isqueiro”, que, ao detectarem um cidadão a usar isqueiro em espaço público, o interpelavam para verificação da licença ou, caso esta não existisse, aplicar a respectiva sanção.

FESTAS DE LISBOA

Sardinha a cores

FESTAS DE LISBOA

Sardinha Lisboa

FESTAS DE LISBOA

Sardinha Fadista

FESTAS DE LISBOA

Sardinha abre-cápsulas

FESTAS DE LISBOA

Sardinha Bon, Lisbon

FESTAS DE LISBOA

Sardinha-Corvo

FESTAS DE LISBOA

Guitarra-Sardinha

FESTAS DE LISBOA

Sardinha-Camões

FESTAS DE LISBOA 2013

Sardinha-mecânica

FESTAS DE LISBOA 2013

Sardinha em lata

ALFRED MAINZER

Gatos Pescadores

Brincando n'areia

MICHAEL BISHOP

Atlantic Beach

Beach Club

AMADEO DE SOUZA-CARDOSO

Saut du Lapin

Total: 267
1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 [13] 14