Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.

Embaixador do Bangladesh visitou o BlueBiz e a ZILS

O Embaixador do Bangladesh, Ruhul Siddique, e o Segundo Secretário da Embaixada, Hasan Towhid, visitaram o BlueBiz e a ZILS.

No BlueBiz – Parque Empresarial da Península de Setúbal foram recebidos pelo Administrador Executivo da aicep Global Parques, Silvino Malho Rodrigues, a Diretora de Negócio da aicep Global Parques, Isabel Cardoso, David Marques, assessor da Câmara Municipal de Setúbal e Fátima Évora a representar o Porto de Setúbal, que acompanharam a visita.

Após o encontro visitaram o Porto de Setúbal e a ZILS - Zona Industrial e Logística de Sines. Na ZILS – Zona Industrial e Logística de Sines foram recebidos pelo Diretor da ZILS, Miguel Borralho e pela Vereadora da Câmara, Filipa Faria.

O Embaixador demonstrou a sua admiração pela oferta de localizações empresariais da aicep Global Parques, as suas características, e infraestruturas de apoio.

O Bangladesh é um país com a sua economia fortemente baseada nas exportações, nomeadamente de têxteis. As relações comerciais com Portugal remontam ao século XVI, altura em que a presença portuguesa foi dominante na região.