Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.

Carlos Moedas assina Declaração de Belém

União Europeia, Brasil e África do Sul assinam esta quinta-feira um acordo de cooperação científica para a área do Atlântico Sul. A cerimónia decorre em Belém, Lisboa, na presença de Marcelo Rebelo de Sousa.

Na presença do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, o Comissário europeu para a Investigação, Ciência e Inovação, Carlos Moedas, a Ministra da Ciência e Tecnologia da África do Sul, Naledi Pandor, e o Ministro de Estado para a Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações do Brasil, Gilberto Kassab, assinam a Declaração de Belém, “que lança a cooperação entre a União Europeia, o Brasil e a África do Sul na área da investigação no Atlântico Sul”.

De acordo com a Comissão Europeia (CE), este compromisso “definirá as vias pelas quais os países da UE, Brasil e África do Sul vão compreender melhor o Atlântico Sul, desde a segurança alimentar até às alterações climáticas e correntes oceânicas”. Um dos seus objectivos “é o reforço das observações no oceano Atlântico, através da congregação de recursos e conhecimentos, para se garantir o apoio necessário à proteção dos ecossistemas que se encontram sob pressão”.

No quadro deste acordo, será desenvolvida uma cooperação em diversas áreas, incluindo estudo do clima e ecossistemas, observação terrestre e marinha, segurança alimentar, aquacultura, gestão de recursos de pesca e tecnologia oceânica.

A assinatura da Declaração de Belém decorre à margem da conferência «A New Area of Blue Enlightment», promovida pela CE na Fundação Champalimaud, entre 12 e 14 de Julho, na qual participam os signatários, entre outras personalidades. Neste evento, que visa contribuir para compreender e aprofundar o conhecimento científico dos ecossistemas marinhos e as inter-relações entre os oceanos e o clima e os sistemas de energia, também será debatida a dinâmica do Oceano Atlântico e dos seus sistemas de circulação, da Antárctida ao Árctico.

fonte