Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística

Notícias

PARA OUVIR EM PODCAST

Fernanda Santos, Coordenadora da USPAL, no programa da CPSI na Rádio Miróbriga

O programa da Comunidade Portuária de Sines (CPSI), que é emitido quinzenalmente na Rádio Miróbriga, de Santiago do Cacém, dá destaque ao trabalho desenvolvido pela Unidade de Saúde Pública do Alentejo Litoral (USPAL), convidando a sua coordenadora, Fernanda Santos, para uma conversa em torno do Plano Local de Saúde que vai ser implementado no terreno a partir de 2019 e sobre a aproximação da USPAL ao Porto de Sines.

Leixões movimenta cerca de 10 milhões de toneladas de mercadorias e regista melhor semestre de sempre

O Porto de Leixões faz história no encerramento dos indicadores semestrais ao assinalar o melhor resultado de sempre no movimento de mercadorias registado entre os meses de janeiro e junho. No primeiro semestre do ano, circularam no porto nortenho 9 978 313 toneladas de mercadorias, num crescimento homólogo de 1,36%. Por mês, circulou em Leixões uma média de 1 632 528 toneladas de carga.

APRAM espera atingir meta das 300 escalas de navios

A Administração de Portos da Madeira (APRAM), que está actualmente na dependência da vice-presidência do Governo Regional refere que o registo do corrente ano não é o mais baixo que se pode verificar nos três meses da época baixa, "pois existem registos iguais em anos anteriores (como por exemplo, no ano de 2012, um ano excepcional com 336 escalas e cerca de 600 mil passageiros)". Para 2018, a previsão da APRAM aponta para às 300 escalas na Região e aos 550 mil passageiros.

Gasoduto virtual de GNL do Grupo Sousa ultrapassa as 100 mil toneladas

Há um novo marco no consumo de gás natural na Madeira, com o gasoduto virtual de gás natural liquefeito (GNL) instalado pelo Grupo Sousa e a GALP em Março de 2014 a superar o fornecimento de 100 mil toneladas de GNL, “destinado à produção de electricidade na Central Termoelétrica da Vitória”, refere o Grupo Sousa.

Segundo o mesmo grupo empresarial, “o fornecimento contínuo de gás natural através do gasoduto virtual de GNL, naquela que é a maior operação do género no Atlântico, representa um desafio diário em que a optimização, a utilização de recursos próprios, bem como a experiência adquirida pelo Gripo Sousa ao longo dos primeiros quatro anos de operação, constituem os factores diferenciadores e fundamentais do seu sucesso”.

Navio-escola Sagres visita os Açores

Após cumpridos 21 dias de navegação desde que largou da Colômbia, cruzando o Mar das Caraíbas e parte do Oceano Atlântico, o navio chegou aos Açores.

Com o intuito dos cadetes do 2º ano da Escola Naval, que se encontram a realizar a sua Viagem de Instrução, praticarem navegação costeira o navio navegou nas proximidades da Ilha das Flores e do Corvo, seguindo-se o grupo central: Faial, Pico e S. Jorge e por fim Terceira, onde o navio fundeou na manhã do dia 17 de agosto.

Saiba quais são as 10 praias portuguesas mais populares no Instagram

Estão localizadas sobretudo no Algarve, mas a lista também inclui o Portinho da Arrábida, a Fonte da Telha ou a Praia do Guincho. A Praia da Rocha é, em Portugal, a campeã absoluta dos 'hashtags' no Instagram, rede social de partilha de fotos por excelência e que já se tornou no grande barómetro da popularidade dos destinos.

Greve da estiva sem «qualquer impacto na actividade regular do Porto de Leixões», diz a APDL

Na sequência do arranque da paralisação (ao trabalho suplementar) levada a cabo pelo SEAL – entre os dias 13 de Agosto e 10 de Setembro – em sete portos nacionais, a Administração dos Portos do Douro, Leixões e Viana do Castelo (APDL) emitiu um comunicado, revelando que a iniciativa não afecta a «actividade regular do porto de Leixões».

Leixões, um dos portos que tem estado no centro das atenções devido às críticas reiteradas do SEAL, veio a terreiro esclarecer que «a actual greve dos trabalhadores portuários não está a ter qualquer impacto na actividade regular do Porto de Leixões», garantindo que «a actividade portuária decorre em absoluta normalidade».

Governo decreta serviços mínimos nos portos que servem os Açores e a Madeira

O Governo decretou serviços mínimos para garantir o transporte marítimo para os Açores e para a Madeira durante a greve ao trabalho suplementar que decorre nos portos até 10 de setembro.

Segundo um comunicado da Administração do Porto de Lisboa (APL), os serviços mínimos "visam a satisfação de necessidades sociais impreteríveis, como seja o regular abastecimento das populações das regiões autónomas, em ordem a superar a descontinuidade geográfica dada a característica ultraperiférica dos arquipélagos dos Açores e da Madeira, na defesa do interesse público".

VOLVO OCEAN RACE

Os barcos que deram a volta ao mundo «estacionaram» em Lisboa dentro de 136 contentores

Os sete barcos que participaram na Volvo Ocean Race regressaram ao ponto de partida e ao mesmo local onde foram “descascados” e reparados antes de darem a volta ao mundo. Depois da viagem planetária, em Lisboa, no Boatyard (estaleiro) de Pedrouços, os barcos, as velas, os mastros e tudo o mais foram agora desmontados, catalogados e arrumados em 136 contentores. À espera de uma próxima maratona náutica.

Marina de Tróia

A marina de Tróia foi edificada como parte integrante do Troiaresort e trata-se de uma das infraestruturas de excelência existentes neste complexo turístico. Situa-se no extremo norte da península de Tróia e destina-se essencialmente ao acesso, manobras e estacionamento de embarcações de recreio. Possui actualmente capacidade para 184 embarcações de recreio.
A marina de Tróia possui Bandeira Azul; na área circundante da marina habita a espécie de golfinhos denominada de roaz do Sado.

Actividade do Porto de Sines decorre dentro da normalidade

A greve convocada pelo SEAL – Sindicato dos Estivadores e da Atividade Logística, que teve início às oito horas do dia 13 de agosto, não tem tido qualquer impacto na actividade do Porto de Sines, decorrendo as operações portuárias dentro da normalidade, sem registo de paragens ou de quaisquer atrasos.

Enquanto autoridade portuária, a APS – Administração dos Portos de Sines e do Algarve, SA mantém-se atenta aos desenvolvimentos desta situação, empenhada, como sempre, na preservação da paz laboral do Porto de Sines.

CÍRIO DE NOSSA SENHORA DO ROSÁRIO DE TRÓIA

Porto de Setúbal apoia tradição marítima

O Porto de Setúbal voltou a marcar presença no Círio de Nossa Senhora do Rosário de Tróia, a padroeira dos pescadores do Sado. A tradicional procissão fluvial contou com a presença de cerca de uma centena de embarcações engalanadas, que animaram o rio e os milhares de pessoas que assistiram ao evento nas areias de Tróia, no Outão e na zona ribeirinha da cidade.

VIAJAVA EM NAVIO DE CRUZEIRO

A sorte da britânica que sobreviveu a 10 horas dentro de água e o que fazer num caso destes

Kay Longstaff, de 46 anos, caiu à água perto da meia-noite do último sábado, ao largo da Croácia. Foi encontrada "exausta" pela Guarda Costeira 10 horas depois e, enquanto as circunstâncias em torno do incidente continuam por esclarecer, multiplicam-se as explicações para o facto de ter sobrevivido e encontrar-se bem.

Das declarações à BBC do especialista britânico em técnicas de sobrevivência no mar Simon Jinks, ressalta uma evidência: independentemente da boa forma física, a turista britânica teve "sorte". Logo a começar pelo momento da queda. Jinks, proprietário de uma empresa que treina skippers e tripulações, estima que a passageira de um cruzeiro da Norwegian Star se tenha afundado uns três ou quatro metros quando caiu e, nessa altura, teve sorte por não ter sido puxada para baixo do navio. É normal haver turbulência na água junto à embarcação e se algumas ondas podem afastar, outras podem puxar, o que depende, explica o especialista, da velocidade do barco e da "sorte".

Navios de mercadorias no Porto de Setúbal de 20 a 24 de Agosto

Estão previstos no Porto de Setúbal um total de 25 navios de mercadorias para o período de 20 a 24 de Agosto. Por classificação: Ro-Ro: 3 | Porta-Contentores: 5 | Tanque: 4 | Petroleiro: 3 | Graneleiro: 2 | Carga Geral (single e multi deck): 5 | Transporte Especial: 2 | Navio Frigorifico: 1

NO BARREIRO

Porto de Lisboa presente na BARRIND 2018

O Porto de Lisboa marcou presença na Barrind 2018, exposição comercial e industrial que é uma iniciativa das Festas do Barreiro, tendo decorrido de 10 a 19 de Agosto.

A participação nesta iniciativa pelo 11º ano consecutivo, permite estabelecer contacto junto da população local e dar a conhecer as atividades desenvolvidas pelo Porto de Lisboa nas duas margens do grande recurso partilhado por todos, que é o estuário do Tejo.

AQUI HÁ HISTÓRIA | VÍDEO

U-1277. O submarino alemão que a própria tripulação afundou ao largo de Matosinhos

O "Aqui há História" leva-nos até ao final da II Guerra Mundial quando a tripulação de um submarino alemão saltou para o mar e afundou a embarcação. Todos foram resgatados, a maioria foi acolhida pelos pescadores de Angeiras, em Matosinhos. E ainda há quem se lembre bem desse dia.

«O mar está a dar a Portugal nova oportunidade para se globalizar», diz Ministra do Mar

A Ministra do Mar, Ana Paula Vitorino, concedeu uma entrevista ao ‘Jornal Económico’, na qual abordou, entre variados temas, o paradigma da Economia Azul e as ambições de Portugal no contexto da iniciativa One Belt One Road, que integra a Nova Rota da Seda Marítima, garantindo que «500 anos depois, o mar está a dar a Portugal uma nova oportunidade para se globalizar e prosperar».

Lamaignere Cargo recorre à ferrovia para ligar Sines e Sevilha

Através de uma nova conexão ferroviária entre o porto português de Sines e o porto espanhol de Sevilha, a empresa de logística Lamaignere Cargo reforçou o serviço de transporte marítimo com o posicionamento na cidade andaluz, tanto para cargas como descargas.

Que tendências seguem os cruzeiros europeus?

De acordo com o Cruise Industry News Annual Report 2018-2019, as grandes empresas de cruzeiro europeias, apesar de circularem pelo mundo, continuam a preferir a Europa, especialmente o Mediterrâneo, o norte da Europa e as Ilhas Canárias.

A MSC Cruzeiros, por exemplo, tem 47,9% da sua capacidade na Europa, em comparação com os 21,9% nas Caraíbas, ou os 10,7% na América do Sul. Líder europeia, a companhia continua com muito mercado na Europa, ainda que vá para outros locais, como o Dubai, principalmente no Inverno.

FAROL DA PONTA DO PARGO, NA MADEIRA, É O MAIS VISITADO DO PAÍS. O DE AVEIRO É O NÚMERO UM DO CONTINENTE

Visitas aos faróis viram tendência de norte a sul

Rosa Neves, de 53 anos, vai contando os degraus que faltam para terminar a subida, que a faz parar a meio das escadas para respirar. "Olha eu ligeirinho, com 67 anos. Subia o dobro", brinca o marido, Ântimo Carvalho, uns degraus mais acima. Era quarta-feira e, por isso, o farol da Barra (também conhecido por farol de Aveiro) estava aberto, a título gratuito, como outros 27 no país. Rosa, Ântimo e a filha, Diana, residentes em Oliveirinha, Aveiro, nunca lá tinham ido. Assim, tiraram a tarde para um passeio e fizeram-se turistas no concelho vizinho. À semelhança deles, cada vez mais gente visita os faróis portugueses. Em 2017, as imponentes estruturas receberam mais 14,7% do que em 2016.