Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística



Notícias

PONTE SOBRE O TEJO | 05.11.1962

As propostas de construção de uma ponte para unir as duas margens do rio Tejo remontam aos finais do século XIX. Várias propostas foram feitas por inúmeros engenheiros. O assunto foi debatido no parlamento e foram nomeadas comissões para estudar as propostas em 1933 e em 1953.

Em 1959 foi aberto um concurso público internacional, para que fossem apresentadas propostas para a construção. Após a apresentação de quatro propostas, o que aconteceu em 1960, a obra foi adjudicada à empresa norte-americana United States Steel Export Company, que, já em 1935, tinha apresentado um projecto para a sua construção.

A sua construção teve início em 5 de Novembro de 1962 tendo o seu planeamento geral, condução e fiscalização estado a cargo do "Gabinete da Ponte Sobre o Tejo", sob a direcção do engenheiro José do Canto Moniz.

Menos de quatro anos após o início dos trabalhos, ou seja, passados 45 meses, a ponte sobre o Tejo foi inaugurada (seis meses antes do prazo previsto), cerimónia que decorreu no dia 6 de Agosto de 1966, do lado de Almada, na presença das mais altas individualidades portuguesas, entre as quais se destacou o Presidente da República, Almirante Américo Tomás, o Presidente do Conselho de Ministros, Oliveira Salazar e o Cardeal Patriarca de Lisboa, D. Manuel Gonçalves Cerejeira, passando a ser chamada Ponte Salazar (ainda que a sua designação legal se mantivesse como sendo Ponte Sobre o Tejo), em honra ao Presidente do Conselho.

O seu custo rondou, preço à época da construção, o valor de dois milhões e duzentos mil contos, o que corresponde, sem ajustes à inflação, a perto de 11 milhões de euros.

Logo a seguir à Revolução de 25 de Abril de 1974, o nome foi mudado para Ponte 25 de Abril.
Ainda que projectada para suportar, em simultâneo, tráfego ferroviário e rodoviário, nesta fase só ficou preparada para a passagem de veículos rodoviários. Apenas em 1996, é que o Governo português procedeu à elaboração de um projecto para a instalação do tráfego ferroviário, através da montagem de um novo tabuleiro, alguns metros abaixo do tabuleiro do trânsito rodoviário, já em funcionamento. A 30 de Julho de 1999 foi inaugurado este novo tipo de travessia.

FONTE

 












Artigos relacionados:

  • Associação Naval Sarilhense apresentou comunicação no I Fórum Ibérico do Tejo
  • «Fragateiros do Tejo»
  • Tejo
  • De Olho nas Aves do Tejo
  • Um porta-aviões no Tejo
  • A guerra da amêijoa
  • O padre-marinheiro que adorava o fado
  • 2 DE DEZEMBRO DE 1983 - Tollan: finalmente a cambalhota
  • Tollan virou nome de cafés, restaurantes e deu azo a muitas anedotas
  • Uma cambalhota que ficou cara
  • Construção da ponte sobre o Tejo entra numa fase decisiva
  • Portugal recupera barcos tradicionais
  • Savannah, o primeiro navio mercante atómico do mundo, entra no rio Tejo
  • Sindicato critica ausência de verbas para construção de porto na Trafaria
  • Navios da «República dos Sovietes» impedidos de entrar no Tejo
  • Quinta maior ponte suspensa do mundo
  • Aspiração quase secular
  • O pontão da ponte (lado de Lisboa), terá a altura da Torre dos Clérigos
  • Embarcações tradicionais enchem de cor o Porto de Lisboa
  • O perfil da margem ribeirinha de Lisboa em meados do século XIX
  • Emprehendimento de promover Lisboa á cathegoria de caes da Europa
  • A balada triste do Tejo
  • Workshop «Desafios à Sustentabilidade do Património Marítimo-Fluvial do Estuário do Tejo»
  • Abertura do Açude da Caldeira da Moita
  • «Invincible» no Tejo
  • A Voz do Farol - Sentinela do Tejo
  • Agora dedica-se a preservar canoas do Tejo
  • Forte de S. Julião da Barra
  • No Tejo com boas ideias
  • Porto de Lisboa apoia 1.º Concurso de Fotografia «Olhares sobre o património ribeirinho»
  • Tejo recebe Dakar dos mares
  • Ponte 25 de Abril inaugurada a 6 de Agosto de 1966
  • Grupo de Golfinhos-comuns avistado no Estuário do Tejo
  • Os guardiões da Barra do Tejo
  • Dia da Marinha do Tejo
  • Olhai que há tanto tempo que, cantando | O vosso Tejo e os vossos lusitanos
  • Da Chata do Tejo à Rasca da Ericeira...
  • Regata de homenagem às Mulheres do Tejo
  • CRISTO-REI INAUGURADO A 17 DE MAIO DE 1959
  • Sessão de debate «Tejo a Pé, naturalmente»
  • À falta de um ferry-boat...
  • Relatório de Actividades da Marinha do Tejo em 2010
  • Estuário do Tejo quer mais turistas
  • APL apresentou estudo sectorial a integrar no Plano de Ordenamento do Estuário do Tejo
  • Folheando o «Diário de Lisboa» de 11 de Abril de 1955
  • Aproveitamento dos recursos do estuário do Tejo no Fórum do Mar
  • Grupo de instituições promove o rio Tejo como produto turístico
  • Lisboa recebe Isabel II, Rainha de Inglaterra
  • Isabel II, Rainha de Inglaterra, entrou em Lisboa pelo Tejo
  • Câmara promove Curso de Pinturas Tradicionais em Embarcações
  • Publicamos vários vídeos do dia da inauguração
  • Hidroavião Yankee Clipper afunda-se no Tejo