Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística



Notícias

Autoeuropa defende linha ferroviária europeia em Portugal

O director-geral da Volkswagen Autoeuropa, António de Melo Pires, defendeu terça-feira a necessidade de uma linha ferroviária de bitola europeia em Portugal. O director-geral, que falava numa conferência de imprensa realizada na fábrica de Palmela, acredita que esta linha poderá reduzir bastante os custos de transporte da construtora automóvel para os países do Norte da Europa, eliminando a necessidade de transição dos comboios de bitola ibérica para bitola europeia em território espanhol, de acordo com a agência Lusa.

"Isso representa 15% dos custos de transporte. Perdemos seis horas na transição de bitolas", sublinhou António de Melo Pires, citado pela Lusa. O director-geral da Autoeuropa admitiu que o assunto já foi discutido com o Governo, na recente visita do ministro da Economia, Álvaro Santos Pereira, à fábrica de Palmela.

A Autoeuropa tem vindo a apostar, cada vez mais, no transporte de material e automóveis por via férrea, em detrimento da rodovia. "Os nossos fornecedores perdem 20% da sua competitividade quando têm de entregar material em França ou na Alemanha por causa dessa diferença (de bitola)." Além disso, o director-geral da maior fábrica de carros em Portugal salientou a necessidade de se alterar o sistema de desvios na linha ferroviária do Norte, que não permite comboios com mais de 450 metros, quando o limite nos outros países europeus é de 650 metros.

FONTE: DIÁRIO ECONÓMICO
 
LEIA TAMBÉM A NOTÍCIA DO "PÚBLICO"

 







Artigos relacionados:

  • Passos Coelho confirma aposta na qualificação portuária e na ligação ferroviária
  • José Luís Cacho reage com satisfação ao anúncio de linhas ferroviárias de alta-velocidade entre Aveiro e Salamanca
  • Santos Pereira defende criação de duas linhas ferroviárias rápidas entre Portugal e Espanha