Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística



Notícias

A estreia do «AIDAnova» no Porto do Funchal

O “AIDAnova” fez domingo, dia 23 de dezembro, a primeira escala no Porto do Funchal, onde vai regressar já a 31, sendo um dos 10 navios presentes na baía durante a passagem de ano.
O navio veio de Las Palmas e, a bordo, trazia 6116 passageiros e 1408 tripulantes.
Pernoitou na Madeira e saiu na véspera de Natal, quando faltava um minuto para as 24h00, para Tenerife.

O “AIDAnova” foi recebido com fogo de artificio, uma iniciativa de um entusiasta da AIDA, Inácio Freitas, um guia de montanha madeirense, muito conhecido e acarinhado pelos comandantes e demais pessoal dos navios desta companhia.

De janeiro a abril, o navio fará mais 14 escalas no Porto do Funchal.
Este é o mais novo navio da AIDA Cruises, entrou ao serviço a 16 de dezembro, depois de 3 meses em testes.
É o primeiro navio de cruzeiro movido a LNG, um combustível amigo do ambiente que reduz bastante as emissões nocivas para a atmosfera.
É o 13.º navio da AIDA, com capacidade para 6600 passageiros e 1500 tripulantes.

O facto de ser um navio maior, com maior capacidade, coloca alguns desafios à APRAM, pois tem de responder eficazmente a um desembarque mais massivo de passageiros e a um maior número de bicicletas, do que é hábito nos navios desta companhia. Só para se ter uma ideia, neste navio funcionaram cinco portalós, quando o normal são três.