Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística



Notícias

MARCADA PARA ESTA TERÇA-FEIRA

AGEPOR condena greve dos trabalhadores portuários

COMUNICADO DA AGEPOR, EMITIDO SEGUNDA-FEIRA:

Quando se aproxima mais uma greve dos trabalhadores portuários no porto de Lisboa, a AGEPOR vem condenar veementemente esta paralisação, cujas consequências são o prejuízo da atividade portuária, de todos os que a dela necessitam, de todos os que dela vivem, e da economia nacional.

Como foi evidente e amplamente noticiado no passado recente, estas paragens apenas conduzem à destruição da confiança dos armadores, afastam navios e cargas, prejudicam e encarecem as exportações, e finalmente põem em risco os postos de trabalho de todos que desenvolvem a sua atividade no porto de Lisboa. Durante a greve de 2012 as cargas acabaram por encontrar um outro caminho que não passou por Lisboa, ainda que com evidentes sobrecustos, prejuízos para todos e consequente perda de competitividade.

A AGEPOR chama a atenção que o simples facto do anúncio da greve obriga desde já os Armadores que escalam regularmente Lisboa a planear a eventual alteração das rotas dos seus navios, por forma a poder omitir este porto, justamente no momento em que se começava finalmente a recuperar a carga e os navios perdidos em consequência da greve de 2012.

A AGEPOR não concebe que os trabalhadores portuários conhecendo os efeitos desastrosos que a greve de 2012 produziu na atividade do porto de Lisboa, onde a titulo de exemplo o tráfego de contentores se reduziu em 10% enquanto nos outros portos nacionais conheceu um incremento, continuem a escolher uma forma de luta que, em última análise só conduzirá à destruição dos seus postos de trabalho. O emprego, que neste Sector até poderá vir a crescer, defende-se justamente continuando a trabalhar e nunca parando de o fazer.

A AGEPOR alerta, tal como nos Comunicados que emitiu durante a última greve, que a paz social nos portos é um objetivo que todos os que têm diretamente a possibilidade e a responsabilidade de a promover devem perseguir com firmeza.
Sabendo que ao abrigo do novo quadro laboral vigente para o trabalho portuário se negoceia em Lisboa um novo CCT, a AGEPOR vem apelar às partes envolvidas que tenham a grandeza de se respeitarem, discutindo e negociando com convicção, mas resistindo sempre à tentação de querer impor os seus argumentos pela força.

Neste sentido a AGEPOR apela a que a greve seja imediatamente desconvocada e que as partes saibam negociar pois só assim todos sairemos a ganhar.

A Direção

Lisboa, 21 de Junho de 2013
 

TEJO TABLET - GALERIA FOTOGRÁFICA