Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística



Notícias

NO MUSEU DO ORIENTE, ATÉ 27 DE MAIO

«Do Vasto e Belo Porto de Lisboa»

A exposição de fotografia "Do Vasto e Belo Porto de Lisboa" (como refere Luís Mendes de Vasconcelos, em 1608, no livro Do sítio de Lisboa, sua grandeza e povoação) é constituída por uma seleção de imagens da coleção de fotografias antigas da APL – Administração do Porto de Lisboa, que retrata a vida portuária nas suas variadas vertentes nos primeiros quartéis do século XX.
Espólio fotográfico valioso, regularmente destacado nas páginas e webletters do portal da APP.

São cerca de sete dezenas de fotografias, a preto e branco, selecionadas por entre as mais de 7000 que integram a coleção (objeto de recente restauro) e impressas a partir dos seus negativos em vidro, que nos dão a conhecer o porto de Lisboa como um ponto fundamental de relacionamento interoceânico, importante porto de escala, de partida e destino para todo o mundo ou simplesmente entre as duas margens do grande rio Tejo, onde se fazia comércio — as preciosidades da China, as aromáticas especiarias de Maluco e de Ceilão, as ricas pedrarias da Índia, o marfim de Angola, o ébano de Moçambique, o açúcar do Brasil — onde se sabiam notícias do que se passava no mundo, onde se partia para iniciar uma melhor vida (ou para combater) em terras estranhas...

O Museu do Oriente, pela sua natureza e localização, é o local ideal para acolher esta exposição, refletindo a sua exposição permanente muitas obras de arte que, ao longo dos séculos, passaram pelo porto de Lisboa ou foram influenciadas pelo contacto das populações locais com os, aí, exóticos Portugueses.

VEJA, EM ARTIGOS RELACIONADOS, ALGUMAS DAS FOTOGRAFIAS DO ARQUIVO HISTÓRICO DO PORTO DE LISBOA

TEJO TABLET - GALERIA FOTOGRÁFICA







Artigos relacionados:

  • Entreposto de Sta. Apolónia pejado de Carga
  • «Benguela» descarregando no Entreposto Colonial
  • Descarga de Gado Cavalar no Entreposto de Santos para a G.N.R. do Navio «Olona»
  • Cortiça dentro do Entreposto Central
  • Descarga do Navio «Mouzinho» no Entreposto Colonial
  • Sacaria em Zorras no Entreposto Colonial
  • Cais de Alcântara
  • O Lugre «Oliveirense»
  • Navio S. Tomé atracado ao muro cais de Sta. Apolónia
  • Navio «Alca» atracado ao muro cais de Sta. Apolónia
  • Paquete «Roma» atracado ao Cais da Rocha
  • Paquete «Pilsudski» no muro cais da Rocha
  • Paquete «Orange» atracado ao muro cais da Rocha
  • Muro-cais de Santa Apolónia - Setembro 1938
  • Cais de Santa Apolónia, Março de 1917
  • Carga de barricas de resina no Aterro de Sta. Apolónia