Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística




DOCAPESCA ADJUDICA EFICIÊNCIA ENERGÉTICA DO PORTO DE PESCA DE VILA REAL DE SANTO ANTÓNIO

A Docapesca adjudicou, por cerca de 21 mil euros, a empreitada de melhoria da eficiência energética no porto de pesca de Vila Real de Santo António, que prevê a substituição de 42 luminárias por equipamentos LED.
Nestas luminárias serão montados elementos de protecção contra aves.

Atribuídos 11,3 milhões de euros a 37 projectos de transição verde, digital e segurança nas pescas

O Ministério da Agricultura informa que foram aprovados 37 projectos de transição verde, digital e segurança nas pescas, no âmbito do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR), com um investimento total de 11,3 milhões de euros.
“Até 30 de junho foram aprovadas e contratadas um total de 37 candidaturas, com um investimento total de 11,3 milhões de euros”, no âmbito dos projetos de “Transição Verde e Digital e Segurança nas Pescas”, inserida na componente “10 – Mar” do PRR", segundo um comunicado do Ministério da Agricultura e da Alimentação.

REPORTAGEM

Marinheiros imigrantes, o lado invisível das pescas portuguesas

Ao meio da manhã, no Porto de Peniche, são poucos os barcos que descarregaram peixe. Mas Juan Arrazaba não tem mãos a medir. O peruano de 29 anos orienta os colegas indonésios que içam caixas de peixe do porão do barco para cima da muralha. “Faço de tudo um pouco”, diz, “virar redes, desembarcar o peixe, ajudo na casa das máquinas, faço de contramestre também”. Chegou a Portugal em 2019, está em Peniche há dois meses.

Governo dos Açores quer alargar certificação da pescaria de atum com salto e vara

O Executivo Regional dos Açores pretende alargar a certificação da pescaria de tunídeos com salto e vara que se pratica na região ao selo azul do MSC (Marine Stewardship Council). Os custos serão suportados integralmente pelo Governo dos Açores.

“Caso os resultados preliminares das auditorias a efectuar indiquem essa possibilidade, no caso das espécies bonito, voador e patudo, esta pretensão possibilitará a abertura de novos mercados, cada vez mais exigentes. Daí avançarmos para um pedido de pré-avaliação do padrão de pesca de salto e vara por forma a no final conseguirmos obter o selo azul e assim valorizarmos os produtos desta pescaria promovendo uma discriminação positiva da mesma”, disse o secretário Regional do Mar e das Pescas, Manuel São João, num encontro que manteve com os diversos representantes do sector.

Projecto criado nos Açores quer ajudar pescadores a monitorizar aparelhos de pesca a partir do telemóvel

Um projecto com sede na ilha Terceira, nos Açores, pretende ajudar os pescadores a monitorizarem redes de pesca e outros aparelhos, através de um telemóvel, combatendo a poluição de plásticos nos oceanos, revela o promotor.

“Nós sabemos que cerca de 10% das redes de pesca são perdidas no mar. O projecto tem uma contribuição enorme. Tem um impacto ambiental, pela recuperação da rede, o que permite minimizar o plástico no mar”, afirmou, em declarações aos jornalistas, Nuno Cota, proprietário da empresa Solvit, líder do consórcio do projecto Custodian.

Docapesca lança concurso público para reabilitação da retenção marginal fluvial de Vila Real de Santo António

A Docapesca já lançou o concurso público para a a reabilitação da retenção marginal fluvial de Vila Real de Santo António.

Com um investimento de 520 mil euros, a intervenção tem como objectivo consolidar a estrutura física de retenção marginal do Rio Guadiana, na faixa reservada ao terminal transfronteiriço (embarque e desembarque das carreiras fluviais entre Vila Real de Santo António e Ayamonte, em Espanha), e será realizada em 3 troços contíguos da marginal.

Madeira dá apoio extra ao gasóleo e energia nas pescas e alarga apoios às embarcações a gasolina

O Executivo madeirense informa que os pescadores profissionais com embarcações movidas a gasolina, já podem candidatar-se às ajudas financeiras concedidas pelo Governo Regional, através da Secretaria Regional de Mar e Pescas.

É a primeira vez que as embarcações de pesca que utilizam este tipo de combustível na actividade piscatória têm consagrado um apoio financeiro, ao contrário do que sucede com as embarcações a gasóleo, que há vários anos pagam pelo gasóleo um preço muito inferior ao comum dos cidadãos e recebem ainda um acréscimo de 10 cêntimos/litro do Orçamento da Região.

Bolieiro destaca «exemplo internacional» da Lotaçor no uso de tecnologia

O Presidente do Governo Regional dos Açores, José Manuel Bolieiro, esteve na Lota de Ponta Delgada, onde tomou contacto com as novidades tecnológicas da Lotaçor — Serviço de Lotas dos Açores, nomeadamente o sistema electrónico de venda de pescado, vincando que a empresa é um “exemplo internacional” nesta área.

“A Lotaçor é um activo do nosso Sector Público Empresarial Regional, da economia azul e da fileira das pescas. Hoje vim, a propósito de um desafio feito na ilha do Faial, para conhecer e valorizar a tecnologia que a Lotaçor hoje aplica, que é uma referência de excelência que nos capacita para ser um exemplo internacional”, vincou o Presidente do Governo.

PESCA

NOVOS PROJECTOS DE PORTARIA EM FASE DE CONSULTA PÚBLICA

A DGRM - Direcção-Geral de Recursos Naturais, Segurança e Serviços Marítimos, preparou um conjunto de projectos de portaria com vista à revisão da legislação actual e aprovação dos regulamentos da pesca que definem os tamanhos mínimos de referência de conservação para determinadas espécies e a utilização de artes de pesca.
 

Capturas de pescado em Portugal aumentaram 18,5% em Maio de 2022

O volume de capturas de pescado em Portugal, em Maio de 2022, aumentou 18,5%, aumento justificado pela maior captura de peixes marinhos (nomeadamente carapau e sardinha), bem como de moluscos e crustáceos, revela o Instituto Nacional de Estatística (INE), no seu Boletim Mensal da Agricultura e Pescas – Julho de 2022.

Interdita pesca do atum patudo

A pesca do atum patudo está proibida desde dia 26, após Portugal ter esgotado a quota que detinha, indica a Direcção-Geral de Recursos Naturais, Segurança e Serviços Marítimos (DGRM).

"Considerando os dados actuais das descargas efectuadas pela frota portuguesa da espécie atum patudo ('Thunnus Obesus') no Oceano Atlântico, verifica-se que a quota atribuída a Portugal encontra-se esgotada", lê-se num aviso da DGRM.

Portos de Albufeira e Vila Real de Sto. António juntam-se à «Pesca por um Mar Sem Lixo»

São já 20 os portos portugueses a integrarem o projeto “A Pesca por um Mar Sem Lixo”. Albufeira e Vila Real de Santo António juntam-se à Docapesca na missão de melhorar a gestão de resíduos a bordo das embarcações de pesca e reduzir o lixo marinho na costa portuguesa, promovendo a melhoria das condições ambientais.

Até ao momento foram recolhidos mais de 4692 m³ de lixo indiferenciado e mais de 2185 m³ de embalagens, resultado de um esforço conjunto de 931 embarcações, 3953 pescadores, 55 entidades parceiras e 29 organizações de produtores e associações de armadores.

Acordo com a UE visa o investimento nas pescas e aquicultura

O Primeiro-Ministro, António Costa, e a comissária europeia da Coesão e Reformas, Elisa Ferreira, participaram quinta-feira na assinatura do Acordo de Parceria do Portugal 2030 entre o Governo português e a Comissão Europeia, no Centro de Negócios e Serviços Partilhados, no Fundão.
Trata-se de um acordo com Portugal para os fundos da política de coesão e dos assuntos marítimos, pescas e aquicultura, de 23 mil milhões de euros, visando atrair investimento para o país.

Bolieiro defende conservação marinha nos Açores e admite compensações a pescadores

O Presidente do Governo dos Açores, José Manuel Bolieiro, reiterou uma “política estratégica” para a conservação da biodiversidade marinha, admitindo compensações às “eventuais perdas de rendimento” dos pescadores a “curto prazo”.

“Teremos uma política estratégica de preservação e conservação [ambiental] e de compensação às eventuais perdas de rendimento a curto prazo, porque a nossa expectativa é que esse percurso é um percurso de valorização da nossa biodiversidade”, declarou.

Pequenas embarcações representaram 83,8% da frota de pesca

As pequenas embarcações, com arqueação bruta inferior a 5 GT (gross tonnage), em 2021, representaram 83,8% do número total da frota de pesca, à semelhança de 2020, contribuindo com 9,3% do total da arqueação bruta (9,4% em 2020), revela o Instituto Nacional de Estatística (INE) na sua publicação “Estatísticas da Pesca – 2021”.

As grandes embarcações (mais de 100 GT) contribuíram com 2,2% do número total de embarcações, percentagem igual à de 2020, detendo 64,3% do total da arqueação bruta (64,1% em 2020).

Peixe de baixo valor comercial transformado em novos produtos

Ceviche de choupa, paté de carapau fumado, lira desidratada, pastéis de serrão e mini-saia frito. São produtos alimentares criados com base em espécies de peixe rejeitadas ou de baixo valor comercial pela equipa do VALOREJET, um projeto desenvolvido em parceria com o Politécnico de Leiria.

Docapesca lança concurso público para dragagem do porto de pesca de Aveiro

A Docapesca acaba de lançar concurso público para a realização de uma dragagem no porto de pesca de Aveiro, cujo investimento ascende a 500 mil euros.

Esta intervenção vai permitir atingir as cotas de serviço estabelecidas, garantindo o reforço da segurança das embarcações, da capacidade de tráfego e o estacionamento de embarcações de maiores dimensões neste porto.

Frota portuguesa captura 185.417 toneladas de pescado em 2021

A frota pesqueira portuguesa capturou 185.417 toneladas de pescado em 2021, o que relativamente a 2020 representou um acréscimo de 13,2% na produção da pesca nacional. O aumento global do volume de pesca derivou exclusivamente do maior volume de capturas em águas nacionais (+24,8%), uma vez que as capturas em pesqueiros externos (38 399 toneladas) diminuíram 16,6% face a 2020, explica o Instituto Nacional de Estatística (INE) na sua publicação “Estatísticas da Pesca – 2021”.

Do total capturado no ano em análise, 140.562 toneladas corresponderam a pescado fresco ou refrigerado, transaccionado em lota (110.454 toneladas em 2020), no valor de 335.044 mil euros (262.233 mil euros em 2020), o que representou um acréscimo de 27,3% em volume e de 27,8% em valor.

Associação Portuguesa de Nutrição e Docapesca debatem «Pesca e consumo sustentável, do mar ao prato»

A Associação Portuguesa de Nutrição em conjunto com a Docapesca – Portos e Lotas, estão a organizar um webinar com o tema “Pesca e consumo sustentável, do mar ao prato” para se realizar no âmbito do Ano Internacional da Pesca e Aquicultura Artesanais.

O webinar decorre esta quarta-feira, 6 de Julho, a partir das 16 horas, através da plataforma Zoom, de forma gratuita , mas com inscrições obrigatórias.

PINHAIS LANÇA EDIÇÃO ESPECIAL DE CONSERVAS EM HOMENAGEM AO DIA NACIONAL DO PESCADOR

Fruto da sua relação histórica com o mar e como homenagem aos pescadores, imagem icónica das suas latas de conservas, a Pinhais, centenária conserveira de Matosinhos lançou uma edição especial de conservas de sardinhas artesanais, em azeite, para assinalar o Dia Nacional do Pescador. A ilustração é do designer gráfico Marcos Porto, que materializa a ideia através da litografia de uma edição limitada de 200 latas, à venda no Museu-Vivo “Conservas Pinhais Factory Tour” e loja online da Pinhais.

Total: 699